Taxista acusa Pepê e Neném de dar calote de R$ 250 em São Paulo

“Levei na boa vontade e tomei o calote'', disse ele

As irmãs Pepê e Neném foram acusadas de dever R$ 250 a um taxista de São Paulo. Em entrevista ao site “Ego”, o taxista Renato Souza revelou que a dupla não lhe pagou por uma corrida feita no dia 30 de abril em seu táxi no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo, seguindo até o Aeroporto Internacional Viracopos, em Campinas.

“Levei na boa vontade e tomei o calote. Marcando no meu taxímetro de R$256,00, mas eu pedi para elas depositarem só R$250,00. Isso porque eu não cobrei a taxa de deslocamento de cidade, que era de R$50,00. Não quero prejudicar ninguém, só acho que o combinado não sai caro. Ninguém queria levar elas sem receber na hora, e eu na boa vontade, confiei. Agora estou em busca do meu dinheiro”, pediu Renato, que também postou em redes sociais pedindo para receber.

“Anotei minha conta para elas, passei o valor, dei meus cartões com todos os meus telefones, só não peguei o delas.Tentei entrar em contato procurando pela internet. Entrei no Instagram delas. Achei o telefone de uma ex-assessora, mas até agora nada. Estou esperando, dez dias já se passaram”, conta Renato.

Procuradas pela publicação, Neném se defendeu da confusão. “Ele está morrendo de fome? Não pode esperar até amanhã? Onde já se viu o meu nome ir parar no jornal por conta de R$ 250,00! Isso é procurar assunto onde não tem. Eu já avisei a ele que vou pagar e vai ser amanhã, nesta terça-feira. Ainda estou no Espírito Santo e recebi o cachê de shows em cheque, não caiu na minha conta, por isso não paguei. Mas a Pepê acabou de ligar para ele e já está tudo resolvido, ele receberá amanhã sem falta, já conversamos com ele agora”, esclareceu.


Pepê e Neném (Crédito: Divulgação)
Pepê e Neném (Crédito: Divulgação)
Fonte: Com informações: Ego