Theo Becker faz exame de DNA e descobre que bebê de 2 meses não é dele: 'Baque'

Theo Becker faz exame de DNA e descobre que bebê de 2 meses não é dele: 'Baque'

Para se recuperar do susto, Theo foi para a praia e ficou lá

Theo Becker estava feliz da vida por ter se tornado pai de Angelina no último dia 5 de julho e planejava um encontro dos seus pais para conhecerem a neta. Antes do encontro, porém, os pais do ex-fazendeiro aconselharam-no a fazer um exame de DNA. A mãe do bebê, que Theo mantém a identidade preservada, topou fazer o exame porque, segundo ele, não havia dúvida nenhuma de que a filha era dele. Mas, há três semanas, quando foi buscar o resultado, Theo se deparou com o resultado do exame, que deu negativo.

"Imagina a minha cara... Fui buscar alguns exames, dentre eles o DNA. Meu coração batia mais forte no caminho e chegando lá tive essa decepção", relembra Theo, que estava sozinho na hora que abriu o resultado e foi amparado por uma enfermeira.

"Eu não tinha a menor dúvida que a filha era minha, mas quando abri o resultado e não bateu, eu estava sozinho com a enfermeira no laboratório. Fiquei sem chão, só falava 'Meu Deus, meu Deus' e ela disse 'Você não é o pai'. Aí eu me dei conta que não, eu não estava sonhando, então minha filha não é minha filha. O vazio tomou conta de mim. Eu achava que minha filha era a coisa mais perfeita que eu já tinha feito", emociona-se Theo. Angelina é filha de um ex-namorado da mãe.

Para se recuperar do susto, Theo foi para a praia e ficou lá. Só deu a notícia para a mãe da bebê tempos depois.  "Eu fui pra praia e fiquei lá pensando na vida. Não consegui nem falar com ela, esperei minha cabeça voltar ao lugar", conta ele. A conversa só aconteceu dias depois. "Conversei com ela e fiquei um pouco magoado por ela não ter me dado dúvidas de que a filha era minha. Acho que o caso merecia pelo menos a dúvida", desabafa.

"Ex-pai"

A experiência foi traumática para Theo. "O que estou vivendo é um trauma, me sinto ex-pai. É muito estranho", resume ele. "Passei os dias desde que ela nasceu procurando onde ela era parecida comigo, enxergava que era minha filha, sabe?", diz ele.

"Fiquei me sentindo sozinho de novo, me despedindo de uma filha que eu achei que já tinha, que ia crescer com saúde, ia ser minha companheira... Era como se eu já tivesse cumprido parte da minha responsabildade com o mundo. Claro, eu ainda teria de cuidar dela, vê-la crescer e tudo o mais, mas achei que  já tivesse feito uma coisa que eu queria muito", diz ele, que sempre quis ter filhos. "Pensei que agora fosse a hora, já tenho 37 anos. Fiz as contas e pensei que quando eu tiver 50 anos ela teria 13, que era um bom momento, que estou ficando velho", analisa.

Theo está mergulhando no trabalho para superar a fase. "Amadureci nesse tempo todo. Mexi os pauzinhos, vou gravar os primeiro videoclipe da minha banda e percebi que tenho de ser mais responsável", diz ele, que é vocalista da banda Theo e os Beckers. "Não ficou mágoa...  Esta não é a palavra certa. Mas eu me senti mal quando pedi o DNA, porque não havia dúvida, não precisava... E aí deu nisso", finaliza.

 

Fonte: EGO