Veridiana Freitas posa para o Paparazzo e diz que seu vibrador é melhor que muito homem

Em entrevista para o Paparazzo, a modelo conta que está solteira, mas nem por isso deixa de satisfazer seus desejos sexuais


O nome dela é Veridiana. O sobrenome, Freitas. Mas bem que poderia ser Polêmica. A estrela do Paparazzo que vai ao ar nesta sexta-feira, 28, já foi affair de famosos como Gusttavo Lima, Enzo Celulari, Ricardo Macchi e ultimamente se envolveu em dois bafafás: com o jogador Emerson Sheik e com a Mendigata, Fernanda Lacerda.

Quando o assunto é o jogador, ela dispara: “Me arrependi de ter ficado com ele, não tem envolvimento e o beijo dele é péssimo". Já sobre a Mendigata, que minimizou o affair das duas, Veridiana comenta: “Foi coisa de tesão, carnal mesmo. Gosto de mulheres que gostam de se vestir e sabem se portar”.

Em entrevista para o Paparazzo, a modelo conta que está solteira, mas nem por isso deixa de satisfazer seus desejos sexuais. “Tenho meu vibrador em casa, o ‘Rabbit’, que significa 'coelho', em inglês. Uso todos os dias, é melhor do que muito homem”. Veridiana também revela que perdeu a virgindade aos 17 anos e que a experiência “foi horrível”, mas, de lá para cá, coleciona boas histórias para contar. “Já fiz amor na sacada de um prédio, na praia... Gosto de inovar”, afirma ela, antes de completar: “Também fiz sexo a três, mas meu namorado não ficou com a mulher, só eu”.

Impulsiva e sem papas na língua, Veridiana admite: “Já me arrependi de muita coisa que falei, mas sou assim, falo tudo que penso”. Por causa disso, segundo ela, é considerada a ovelha negra da família. Nem tudo é permitido Apesar do estilo deinibido, no sexo Veridiana tem alguns limites. “Sou virgem de bumbum, não tenho vontade de fazer sexo anal”. Mas a modelo garante que o pudor fica por aí, e que frequência nas relações é muito importante. “Já fiquei até três meses sem, mas gosto de fazer sexo todos os dias”, garante. Dominadora, Veridiana acredita que a mulher "tem que ser selvagem na cama", mas não curte um tapinha. "Claro que já levei um tapinha na hora 'h', mas não sou fã dessa coisa de ficar batendo, não. Só no bumbum, e de leve".

Fonte: Ego