Wagner Moura diz que fim do MinC é 'demonstração de ignorância'

Moura se diz preocupado com o andamento do governo

O ator Wagner Moura já havia se posicionado contra o impeachment antes que a presidente Dilma Rousseff fosse afastada pelo Senado, mas agora, com Michel Temer no exercício do poder, ele voltou a fazer críticas.

Moura se diz preocupado com o andamento do governo interino e critica as indicações para as pastas ligadas às minorias e também o fim do Ministério da Cultura (MinC):

"A extinção do MinC é só a primeira demonstração de obscurantismo e ignorância dada por esse Governo ilegítimo. O pior ainda está por vir".

E lembra a indicação de Alexandre de Moraes para a pasta da Justiça e Cidadania. "Começaram transformando a Secretaria de Direitos Humanos num puxadinho do Ministério da Justiça. Igualdade Racial e Secretaria da Mulher também: tudo será comandado pelo cara que no Governo Alckmin mandou descer a porrada nos estudantes que ocuparam as escolas e nos manifestantes de 2013. Sob sua gestão, a PM de São Paulo matou 61% a mais. Sabe tudo de direitos humanos o ex-advogado de Eduardo Cunha, o senhor Alexandre de Moraes."

Wagner Moura
Wagner Moura
Fonte: Com informações do Brasil Post