Fátima Bernardes é a mulher com maior salário da TV brasileira

Fátima Bernardes é a mulher com maior salário da TV brasileira

Fátima Gomes Bernardes Bonner, 51, é atualmente a garota-propaganda da Seara

Menos de dois anos após deixar o jornalismo e estrear como apresentadora da linha de shows da Globo, Fátima Bernardes já se tornou a mulher com a maior renda da TV brasileira. Ela já supera --e muito-- apresentadoras e atrizes que estão há décadas no ar. A estimativa é que, entre salários e merchandising, Fátima ganhe cerca de R$ 1,5 milhão por mês.

Isso é cerca de R$ 500 mil a mais que a ex-campeã de rendimentos da TV no país, Ana Maria Braga. Antes de Ana Maria, Xuxa foi a recordista de rendimentos durante quase duas décadas.

Fátima Gomes Bernardes Bonner, 51, é atualmente a garota-propaganda da Seara, campanha pela qual faturou ao menos R$ 3 milhões só nos primeiros "spots" em revistas, jornais e TVs.

Enquanto foi repórter, e depois âncora do "Jornal Nacional", ela era proibida de estrelar comerciais --como ocorre com todo o departamento de Jornalismo da Globo e com a maioria dos veículos (sérios) de comunicação.

Fátima deixou na "rasteira" outras "medalhonas" da TV, como Ana Hickmann (R$ 700 mil), Eliana (R$ 400 mil), Luciana Gimenez (R$ 300 mil), Angélica (R$ 180 mil) e sua sucessora na bancada do "JN", Patrícia Poeta, com salário estimado em R$ 200 mil. Oficialmente, nenhuma emissora revela os salários de suas estrelas.

Apesar de serem ganhos exorbitantes para os padrões brasileiros, as mulheres ganham até quatro vezes menos que seus pares masculinos na TV.

Para efeito de comparação, basta notar que Fausto Silva, maior rendimento entre os apresentadores da Globo, ganha estimados R$ 5 milhões mensais. Luciano Huck, outro apresentador "top" da emissora, ganha cerca de R$ 1,8 milhão por mês --ou cerca de dez vezes mais que sua mulher.

Mesmo Ratinho, no SBT, recebe mais que Fátima: cerca de R$ 2 milhões por mês.

Fonte: UOL