'Faturava R$ 15 mil para fazer sexo', revela Urach em biografia

A biobrafia da modelo será lançada no final de agosto.

A biografia sobre a vida de Andressa Urach, com tiragem de 1 milhão de exemplares, não chegou às bancas  e já está causando polêmica. Segundo o site Daily Mail, na biografia a modelo conta que chegou a cobrar R$ 15 mil por 2 horas de sexo. Além disso, cita o que fez para se uma das prostitutas mais caras e desejadas do país.

Image title

A modelo, que agora é evangélica, revela na biografia que cobrava para se apresentar em casas noturnas luxuosas.

“Eu fazia aparições em casa noturnas. Se houvesse um cliente interessado em pagar pelo sexo comigo, a negociação era feita ali mesmo, com o gerente da casa. Tudo era previamente autorizado por mim. Eu dava sim ou não para a proposta antes de fechar o negócio. Cheguei a faturar R$ 15 mil”, disse.

Urach diz que se entregou para milhares de homens. Detalhe:  eram clientes desde milionários até pedófilos.

“Eu transformei meu corpo em um peça de mercadoria barata. Entreguei minha intimidade para centenas, quem sabe, milhares de homens em apenas 27 anos de vida, estrelando as cenas mais humilhantes para qualquer mulher. Ricos, pobre, maníacos, pervertidos, ladrões, pedófilos, sadomasoquistas", afirmou. 

Em outro trecho, Andressa conta que participou de várias orgias para se tornar famosa.

"Eu aceitei participar de orgias apenas para chegar perto de pessoas famosas, convencida de que eles poderiam me ajudar a subir vários degraus. Cantores, empresários bem sucedidos, famosos, jogadores de futebol. Nada me parava e eu não media esforços para me tornar rica. Fiz tudo por fama e dinheiro, eles eram meus 'deuses'”, afirmou. 

"Eu me tornei, infelizmente, uma das prostitutas mais caras e desejadas do país. Meu corpo estava perfeito, em função das plásticas e dos anabolizantes e esteroides que eu tomei, isso chamou a atenção”.



Fonte: Ofuxico