Filme sobre Lula "não tem nada de político", afirma Glória Pires

O nome do filme é "Lula, o filho do Brasil", mas bem que poderia ser "Dona Lindu, a mãe do Brasil"

O nome do filme é "Lula, o filho do Brasil", mas bem que poderia ser "Dona Lindu, a mãe do Brasil". Isso porque no longa-metragem de Fábio Barreto, que chega aos cinemas nesta sexta-feira (1), a história do presidente da República acaba dando destaque à figura de Dona Lindu, mãe de Lula, interpretada por Glória Pires.

"A Dona Lindu é a alma do filme", afirma Glória, que diz ter encarado o papel "com muito respeito e responsabilidade". É a relação entre o Luiz Inácio Lula da Silva e a mãe que serve de fio condutor à história, que começa com o nascimento dele, no interior de Pernambuco e a mudança da família para São Paulo.

"Eu não interpreto a mãe do presidente, eu interpreto a mãe do Luiz Inácio. O filme não tem nada de político", afirma a atriz de 46 anos em entrevista ao G1. "O trabalho não é falar do que ele é hoje, mas das origens dele, da infância, da juventude", diz Glória sobre a cinebiografia do presidente.

Fonte: g1, www.g1.com.br