100 mil veículos devem sair de Teresina durante carnaval;  47 mil devem passar pela Rodoviária

100 mil veículos devem sair de Teresina durante carnaval; 47 mil devem passar pela Rodoviária

O Carnaval começou mais cedo em Teresina. Durante a manhã de ontem (13), o movimento de pessoas indo curtir o tradicional Carnaval em cidades do interior do Estado começou a ser registrado

O Carnaval começou mais cedo em Teresina. Durante a manhã de ontem (13), o movimento de pessoas indo curtir o tradicional Carnaval em cidades do interior do Estado começou a ser registrado. A estimativa é que 100 mil veículos deixem a cidade. Destes, 50% rumo ao litoral.

Além da BR-343, que dá acesso ao litoral piauiense, a circulação de veículos pela rodovia BR-316, que leva aos municípios do Centro-Sul do Piauí, como a cidade de Floriano, também deve apresentar uma grande movimentação de veículos. Desde o dia 09 deste mês, devido ao grande fluxo e ocorrência de acidentes nas estradas piauienses, a Policia Rodoviária Federal (PRF) vem realizando a fiscalização nas estradas, que deve ser intensificada dentro do calendário oficial do período carnavalesco.

De 09 até a quinta-feira (12), a PRF fiscalizou mais de três mil pessoas e fez mais 1,146 autuações. Segundo o inspetor Fabrício Loyola, foram 62 veículos irregulares recolhidos, 288 flagrantes de ultrapassagens proibidas, 507 testes de etilômetro, 7 autuações por embriagues, com 3 prisões, 11 pessoas presas, 4 veículos recuperados e 2 adolescentes apreendidos.

O trabalho da Polícia Rodoviária Federal continua e foi reforçado desde a sexta-feira, quando começou a ser registrado um fluxo de veículos considerável acima da rotina normal nas principais rodovias que cortam o Estado. “Ao todo, 302 agentes da PRF contam com 40 viaturas operacionais, 30 etilômetros e cinco radares para fiscalizar todas as cidades que promovem eventos de carnaval no estado”, coloca o inspetor.

Para a PRF, a ingestão de bebida alcoólica, o excesso de velocidade e a realização de ultrapassagens e manobras arriscadas são os maiores fatores de risco. A polícia realça ainda a importância do motorista redobrar os cuidados em locais que já apresentam algum tipo de risco, como curvas.

47 mil devem passar pela Rodoviária

Segundo o coordenador do Terminal Rodoviário Lucídio Portella, Rildo Cardoso, a movimentação na rodoviária foi maior desde a manhã de ontem (28), se intensificou no período da tarde e deve se estender durante os quatro dias de carnaval.
Anualmente, nesta época do ano, o Terminal registra um acréscimo de 30% no número de passageiros. Durante os quatro dias de Carnaval, 47 mil pessoas devem passar pela rodoviária de Teresina. “Esta é a nossa expectativa e, para atender a demanda, todas as empresas que operam no Terminal já estão com ônibus extras”, coloca o coordenador ao frisar que deve ter um aumento de 70 ônibus na frota da rodoviária. “Este número pode ser ainda maior, podendo chegar a 80, dependendo da demanda”, acrescenta o coordenador.

O litoral, todos os anos, é o destino mais procurado. Outros destinos preferidos pelos foliões dentro do Piauí são as cidades de Luís Correia, Parnaíba, Barras, Picos, Água Branca e Floriano. Além disso, Fortaleza, São Luís e Recife são outros locais que os piauienses vão aproveitar o feriado.

Teresa Costa escolheu passar o Carnaval junto com a mãe, na cidade de Picos. Para isso, arrumou as malas e se dirigiu cedo a rodoviária, para comprar a passagem. “Queria ter ido ainda mais cedo, mas não tinha mais vaga. Vou passar cerca de 5 horas e meia no ônibus”, comenta Teresa que só voltará para Teresina na quarta-feira.

Seja qual for o destino, o coordenador do Terminal Rodoviário recomenda aos viajantes que fiquem atentos a algumas questões na hora da viagem. Mães e pais que pretendem viajar com seus filhos menores de idade é recomendável que andem sempre com o documento da criança, pois sem ele não terão o direito de embarque. Além disso, uma atenção especial relacionada ao horário de saída dos ônibus, deve ser levada em conta, já que muitos não atentam aos horários e acabam atrasando a viagem.

 

Fonte: Aline Damasceno