Confira como vai funcionar o comércio durante o período de Carnaval em Teresina

Confira como vai funcionar o comércio durante o período de Carnaval em Teresina

As lojas do Centro e Shoppings vão fechar no período de Carnaval, reabrindo na Quarta-feira de Cinzas, às 12 horas. Comércio ainda espera receber os foliões que aproveitam a última hora para escolher

Os foliões que ainda querem aproveitar para comprar as fantasias de Carnaval devem ficar atentos ao horário de funcionamento do comércio no feriado.

De acordo com o Sindicato dos Lojistas do Piauí (Sindilojas), as lojas do centro funcionam normalmente neste sábado (14), assim como o Shopping da Cidade, fechando às 14 horas. Nos shoppings, as lojas funcionam em horário normal, das 10 horas às 22 horas, reabrindo na Quarta-feira de Cinzas, às 12 horas.

No centro, as opções de fantasias são as mais variadas possíveis. Para contribuir com a criatividade da população, as lojas do centro da capital têm mantido as vendas conquistadas com o Corso 2015 e buscado estratégias para atrair mais clientes.

Como é o caso de Roberto da Silva, fiscal de loja, que explica que as vendas no período do Carnaval seguem boas e a estratégia para atrair mais clientes é a oferta de acessórios divertidos e diferentes, e outro fator que ajuda nas vendas é a disposição dos objetos na loja.

“A estratégia é sempre ir além do Corso. Disponibilizar acessórios divertidos, interessantes e diferentes, que atraem a população, principalmente aquela que nem pensava em comprar, de pronto se interessa.

Têm grande saídas os bonés diferentes, máscaras e colares, que custam entre R$ 10 a R$ 30. Além da disposição do que temos de melhor, visível aos clientes, buscamos sempre atendê-los, no clima do momento”, explica o fiscal.

Mas nem todas as lojas conseguem manter uma boa clientela. Clara Almeida, gerente de Vendas, afirma que, ultimamente, as vendas têm caindo bastante, em relação ao ano passado, e não tem previsão de boas vendas.

“Desde as vendas do Natal, noto que os teresinenses estão comprando bem menos. O movimento ainda está muito fraco e, pelo andar da carruagem, acredito que não vai haver mudanças”, desanima a gerente de Vendas.

Produtos e acessórios são avaliados

Das máscaras, as serpentinas aos confetes. Esses e outros produtos são comercializados no período do Carnaval e requerem um certo cuidado, devido à grande quantidade e variedade de acessórios, com preços diversos, disponibilizados para a população que busca se fantasiar e, que muitas vezes, não faz ideia dos riscos que está correndo.

Com o intuito de fiscalizar produtos carnavalescos, o Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi) lançou a campanha para a comercialização no período do Carnaval, que teve início no dia 2 deste mês e deverá seguir até o dia 22.

Na manhã de quinta-feira, 12, a equipe do Imepi disponibilizou algumas amostras de acessórios carnavalescos, que apresentaram problemas de qualidade.

A proposta de fiscalização é que 13 equipes formadas por dois membros do órgão, um do setor pré-medido e outra do setor de qualidade, realizem visitas às lojas de artigos carnavalescos, para analisar o que está sendo comercializado e, assim, fazer um estudo técnico das amostras coletadas.

De acordo com Maycon Danilo, diretor geral do Imepi, a campanha que tem caráter educativo é pensada para o bem-estar do consumidor, a fim de que este adquira produtos de qualidade.

"É uma campanha educativa que orienta os fabricantes e comerciantes para que se adequem às normas. Pensada, sobretudo, no bem-estar do consumidor e da população.

Os olhos deles somos nós, que temos essa grande responsabilidade e estamos levando esse trabalho muito a sério. Cuidando de cada departamento e de cada produto, para que a população possa consumir produtos de qualidade", destaca Maycon Danilo.

Além dos tradicionais artigos carnavalescos, os preservativos também têm passado por fiscalização, a fim de se evitar a comercialização de produtos falsificados, fora da validade e sem o selo do Inmetro.

Por esta razão, que Maria José Sousa, chefe do setor da qualidade, que fiscaliza produtos com foco na saúde, segurança e meio ambiente, destaca que o consumidor deve tomar os devidos cuidados durante a compra.

Procura deve aumentar nesta sexta-feira

O movimento no Terminal Rodoviário Governador Lucídio Portella, em Teresina, esteve tranquilo nos dias que antecedem o feriado carnavalesco, mas tende a aumentar nesta sexta-feira (13).

Segundo Antônio Pinto, gerente de uma empresa rodoviária, a procura tem sido boa, um tanto que equilibrada em relação às vendas do ano passado, e destaca que a procura por passagens poderá aumentar na sexta-feira.

"A procura está boa. Em relação ao ano passado, as vendas estão equilibradas. Mas o ápice é sem dúvidas na sexta-feira e ainda tem aqueles que deixam para viajar no sábado", explica Antônio Pinto.

Para Antônio Pinto, a estratégia de atendimento no período do Carnaval é reservar frotas extras para atender a demanda. "Nesse período, sempre há uma preparação, conseguirmos atender a demanda.

E para suprir a necessidade, caso a procura seja maior do que esperávamos, já estamos nos preparando para frota extra", garante o gerente de empresa rodoviária, que aponta os destinos mais procurados.

"O destino mais procurado, normalmente, é o litoral do Nordeste, como Fortaleza e São Luís. No Piauí, Luís Correia é o mais procurado, e em seguida está Parnaíba", disse.

Já para Emanuela Alves, agente de Vendas, as vendas voltadas para o período do Carnaval estão fracas, o movimento que se tem é daqueles passageiros que moram no interior.

Mas acredita que o movimento aumente na sexta-feira, 13. "A expectativa de melhoria nas vendas, para o Carnaval, será na sexta-feira", revela Emanuela Alves.

 

Fonte: Virgínia Santos e Márcia Gabriele