Foliões devem ficar atentos para não perder documentos durante feriado de carnaval

Foliões devem ficar atentos para não perder documentos durante feriado de carnaval

Segundo o instituto, os documentos ficam depositados nas caixas de coleta por 60 dias, contados a partir da data do cadastramento. Depois desse prazo, os não procurados são devolvidos aos órgãos

Inicia o feriado de um dos maiores eventos do Brasil, o Carnaval. O período é marcado pela grande concentração de pessoas nos blocos de rua, desfiles de escola de sambe e shows. Entretanto, também aumenta a ocorrência de perda ou roubo, principalmente de documentos, como RG e CPF.

Aluns cuidados devem ser tomados para evitar problemas. Especialistas orientam que ao entrar no mar, procure deixar seus pertences de valor com pessoas de confiança. Leve apenas um documento de identificação e evite carregar altas somas em dinheiro, o cartão de crédito é valido. Ainda, o excesso de bebida alcoólica facilita a perda de documentos, por isso os foliões devem beber com moderação para que evite acidentes no trânsito ou no mar.

No Piauí, caso o folião tenha se descuidado e, consequentemente, perdeu o documento, ou foi furtado, ele pode recorrer à Delegacia Virtual através do sitedv.pc.pi.gov.br. Implantada desde 2012, a Delegacia (veiculado com a Polícia Civil) funciona para diversos precedimentos, como no caso de perca de documentos.

Assim, o cidadão seguirá o link de “Perda de documentos e/ou objetos”, e em seguida preencher alguns questionamentos. Se o caso for dado como “deferido”, o B.O. chegará através do e-mail escolhido pelo usuário devidamente assinado pelo delegado responsável, e pronto para impressão. Lembrando que para recuperar os documentos, o indivíduo deve acessoar o site da Delegacia Virtual, 24 horas depois da perda. Com o B.O. em mãos, deve ir ao órgão responsável pela documentação.

Além da perda de objeto/documento, o sistema conta com outros serviços, como a opção de registrar ocorrência de acidente de trânsito sem vítimas e pessoas desaparecidas. Ainda tem opção de ouvidoria e verificar o andamento do B.O. O procedimento dos Correios, também é outra opção para quem perdeu os documentos durante as festas. Em seu sistema, o cidadão pode verificar uma relação de achados e perdidos.

Segundo o instituto, os documentos ficam depositados nas caixas de coleta por 60 dias, contados a partir da data do cadastramento. Depois desse prazo, os não procurados são devolvidos aos órgãos emissores.

As informações sobre perda dos documentos, também podem ser feitas por meio do serviço Fale com os Correios, pelos telefones 3003 0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades) ou pelo site, no link Achados e Perdidos. Também pelo atendimento presencial nas agências da capital, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

 

Fonte: Pollyana Carvalho e Daniely Viana