"Fui golpeada na cara, sangrou", diz Rihanna sobre agressão de Brown

Um dos momentos mais delicados foi quando Rihanna contou como procedeu após a agressão

A cantora Rihanna, que sofreu um violento espancamento em fevereiro, pelas mãos do próprio namorado o rapper Chris Brown, quebrou finalmente seu silêncio e revelou para Diane Sawyer, do programa matutino Good Morning America, detalhes sobre o caso.

Na entrevista, que foi publicada pela revista People, Rihanna disse ter se surpreendido com o nível de fúria que o namorado atingiu: "Quando é que ele ia parar? Ele não tinha alma em seus olhos. Quando eu olhei para ele, percebi que não tinha alma".

Um dos momentos mais delicados do programa foi quando Rihanna contou como procedeu após a agressão: "Eu fui golpeada na cara, estava sangrando, com meu rosto inchado, destruído."

A apresentadora perguntou por que Rihanna não teria deixado o carro: "Eu queria sair do carro e caminhar, mas pense na situação, começar a andar em um vestido de gala rasgado e cheia de sangue no rosto?"

Em relação ao amor que sentia por Brown ela disse: "O amor não vai embora logo, acho que ele mesmo não aceitou isso muito bem nossa separação. Obviamente ele não quer que sejamos separados. Mas eu tive que tomar uma decisão para mim."

Rihanna negou que tenha sentimentos de revanche: "Não, eu não odeio ele em tudo, acho até que acho que preciso passar a encarar tudo isso como algo que eu tinha que passar para crescer e aprender."



Fonte: Terra, www.terra.com.br