FUNAI reconhece existência de povos indígenas no Piauí

Fundação Nacional do Índio prometeu assistência às comunidades locais.

Resultado do recente reconhecimento por parte da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) da existência de povos indígenas no Estado do Piauí tal como os índios Itacoatiara, em Piripiri, os Codó Cabeludo na região de Pedro II e os Cariris em Queimada Nova, a Coordenação Regional da Funai de Fortaleza, na pessoa do seu presidente Márcio Augusto Freitas de Meira, determinou, através da Portaria nº 344 a devida prestação assistencial às comunidades indígenas do Piauí.

Espera-se para o início do mês de maio a realização de reunião com representantes da Funai, Governo do Estado do Piauí, Fundação Cultural do Piauí (FUNDAC) para discutir a criação de uma coordenação técnica local que possa dá a devida atenção a uma população antes subestimada.

?Recebo com alegria o reconhecimento da FUNAI da necessidade de garantir assistência à população indígena piauiense, ainda mais estando a FUNDAC na realização da VIII Semana dos Povos Indígenas do Piauí, esta semana. Vejo isso como resultado positivo de todo um processo de pesquisa, de reconstrução da nossa história, da visibilidade e autoreconhecimento das comunidades remanescentes.

Desde 2003 que a fundação tem procurado apoiar e fomentar toda iniciativa que reconheça o índio como agente de sua própria história?, falou a presidente da FUNDAC, Sônia Terra. A VIII Semana dos Povos Indígenas entra no seu segundo dia, nesta terça (20) com uma palestra da Prof.ª Mestra Joina Freitas que abordará o tema ?Índios Tremembés?. Logo em seguida a palestra será sobre ?Cultura Indígena e o Cotidiano Familiar?, ministrada por Aliã Wamiri que é uma descendente Guajajara e graduanda do curso de Artes da UFPI.

Fonte: Fundac