Geisy Arruda brinca e diz que mulher de Temer é ""irmã perdida""

Geisy Arruda brinca e diz que mulher de Temer é ""irmã perdida""

Geisy republicou algumas mensagens de usuários comentando a semelhança

Pelo Twitter, a ex-universitária Geisy Arruda, famosa depois de ser hostilizada em uma universidade paulista por usar um vestido rosa curto, brincou com a mulher do vice-presidente, Michel Temer, 70 anos, a ex-modelo e miss Marcela Temer, 27 anos. "Gente encontraram uma irmã minha perdida por aí", disse Geisy no microblog.

Geisy republicou algumas mensagens de usuários comentando a semelhança. "Gente, a esposa do vice-presidente Michel Temer parece muuuuito com a @geisyarrudareal , caraca. Kkkkk", escreveu um dos internautas. "Eu tbm achei gente parece muito com vc, acho que tem algum parentescoo! kkkk", escreveu outro.

Durante a cerimônia de posse da presidente Dilma Rousseff e do vice-presidente Michel Temer, no sábado, Marcela Temer despertou a atenção da imprensa e do público que participou dos eventos. Tuiteiros famosos e anônimos também fizeram comentários sobre a beleza da mulher do vice-presidente do Brasil e sobre a diferença de idade entre os dois, de 43 anos. "A mulher do Temer é como o PT, obviamente está com ele por amor, jamais por interesse", disse Danilo Gentili. Marcelo Tas escreveu no microblog: "Wikileaks Brasil trabalhando no feriado: foto de Marcela, a já famosa babe do Temer em traje miss".

Temer, que foi a São Paulo neste domingo para visitar seu antecessor no cargo, José Alencar, no Hospital Sírio-Libanês, riu ao ser questionado sobre Marcela. "Ela é discretíssima. É minha mulher e mãe do meu filho", afirmou a jornalistas.

Marcela foi descoberta pela comerciante Heloisa Mesquita, em 2002, em um restaurante da cidade de Paulínia (a aproximadamente 130 km de São Paulo). "Eu estava organizando um concurso de beleza e fiquei encantada com Marcela. E ela é ainda mais bonita pessoalmente", disse a comerciante, que classificou a jovem como "quieta, meiga e discreta".

A jovem foi apresentada a Michel Temer, então presidente do PMDB, em uma reunião para o concurso Miss Paulínia, com cerca de 80 candidatas. Temer estava em uma visita política à cidade. Os dois voltaram a se encontrar mais tarde, em uma convenção do partido, e se casaram em 2003.

Fonte: Terra, www.terra.com.br