Geisy Arruda usa personagens para apimentar a relação

A estudante já se vestiu de Lady Gaga, bombeira e policial, no humorístico da Record

Vivendo uma estudante na Escolinha do Gugu, da Record, Geisy Arruda aparece em cada episódio usando uma fantasia diferente, algumas mais ousadas, outras mais engraçadas. E quando está longe da telinha, a loira revela que não abre mão de uma fantasia para apimentar a relação a dois.

?Trago as fantasias para a vida pessoal, isso dá uma levantada no relacionamento?, conta.

Para completar o clima, Geisy diz ainda que uma dança sexy, uma música envolvente, uma ida ao motel, complementam na hora de sair da rotina. Acessórios como uma boa maquiagem, uma roupa sensual ou mesmo uma algema também não ficam de fora na hora ?H?.


Geisy Arruda usa seus personagens para apimentar a relação

?Os acessórios são tudo na vida de uma mulher, nós devemos abusar do salto alto. O meu não sai pra nada. Quando eu já fiz tudo o que tinha de fazer, daí sim eu tiro o salto alto.?

Mas se você pensa que os homens acham que fantasias são uma bobagem e não se importam com isso, está enganando. Segundo Geisy, desde que estreou na TV, a procura está sendo ainda maior.

?Com o sucesso da estudante os homens querem que eu fique sempre inovando. As preferidas são a bombeira, para apagar incêndio, e a policial para usar as algemas e prender.?

Para as mulheres que não estão satisfeitas com o corpo ou têm vergonha de usar uma fantasia, a musa do vestido rosa diz que o segredo é não ?encanar? e escolher sempre uma peça que valorize aquilo que você gosta, procurando esconder os defeitinhos. Ela ainda ressalta que a pessoa tem que se olhar no espelho e falar ?nossa, como eu tô gostosa?.

Aluna de um curso de teatro, ela acredita que as aulas ajudam na hora da sedução, pois lá ela aprende a se adaptar com as situações, deixando a vergonha de lado. Ela, que realiza as fantasias dos homens seja pessoalmente ou na tevê, confessa que tem fetiches por homens malhados.

?Eu adoro um tanquinho. Adoro lavar roupas. Gosto de homens sarados que cuidam do corpo. Eu tenho que olhar para um cara e ter desejo por ele só de observar.?

Há poucos dias, Geisy se fantasiou de competidora de Lucha Libre para promover uma marca de biscoitos. Na ocasião ela lutou com a ex-panicat Juju Salimeni, da qual saiu como a perdedora. De acordo com a loira, foi maravilhoso perder para sua ?rival?.

?Gosto de ser a vilã em tudo. Sou uma menina muito má. Pratico Muay Thai e Capoeira, e uso as lutas para manter o corpo em forma e ajudar no alongamento. Além disso, eu indico as artes marciais para a defesa. Se vem um cara te assaltar, te agredir, você tem como se defender?.

Virgindade

Geisy conta que perdeu a virgindade aos 13 anos, com seu primeiro namorado que na época tinha 30 anos. Ela afirma que ele a ensinou muito do que sabe hoje. Era cantor de rap.

?Eu era só uma menina, inocente e ele me ensinou muita coisa. Me explicava o que os homens gostavam na cama, falava que

eles gostam que mulher fale besteira na hora H e seja atirada. Aliás, eu gosto mesmo é de aprender, não gosto de ensinar?.

Vida de empresária

Logo que apareceu na mídia, após o episódio em que alunos da faculdade em que estudava a hostilizaram por ela usar um vestido cor de rosa supercurto, Geisy se lançou como empresária abrindo uma grife de roupas. Atualmente, ela deu tempo na carreira, mas tem planos para o futuro.

?Pretendo montar uma loja, estou juntando dinheiro. É bem caro. A futura coleção contará com a parceria de alguns estilistas amigos e terá roupas variadas e, quem sabe, um cantinho da mulher. Pode ter um espaço voltado para o fetiche, com mil coisas, fantasias, acessórios?, completa.

Fonte: OFuxico, ofuxico.terra.com.br