Gêmeas siamesas separadas seguem sem previsão de alta

Gêmeas siamesas separadas seguem sem previsão de alta

Kauany e Keroly, de 10 meses, estão internadas no Instituto da Criança

As duas gêmeas siamesas de 10 meses que foram separadas durante uma cirurgia na semana passada em São Paulo seguem internadas sem previsão de alta no Instituto da Criança. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o estado de saúde delas é estável e não ocorreram complicações.

O procedimento ocorreu no dia 29 de novembro e durou 12 horas. Segundo os médicos, a cirurgia que separou Kauany e Keroly foi um sucesso.

As gêmeas estavam unidas pela parte superior do corpo. Primeiro, os médicos separaram a membrana que envolvia os corações das meninas. Depois, separaram fígado, intestino grosso, aparelhos urinários e os órgãos reprodutores das duas. Por último foi separada a parte óssea e muscular.

Já separadas, elas foram levadas para salas diferentes. Cada uma foi operada por uma equipe médica. ?A nossa avaliação da cirurgia foi boa, trabalhosa, porém muito boa. Felizmente passaram a fase inicial de pós-operatório. Saíram da UTI, agora estão numa fase de longa recuperação pós-operatório, que eu diria de alguns meses, até nós termos a cicatrização dessas estruturas todas?, explicou o médico Uenis Tannuri, do Instituto da Criança.

?Com fé em Deus a gente vai conseguir de novo, porque agora é como a elas tivessem nascido de novo né??, disse a mãe das meninas, Selma Gonçalves Maurício Miranda.

Fonte: g1, www.g1.com.br