Globo demite guardas que não impediram agressão a jornalista

Globo demite guardas que não impediram agressão a jornalista

Após o incidente, a ordem na Globo é de reformular todo o seu departamento de segurança.

A Globo teria demitido os dois seguranças que acompanhavam Monalisa Perrone na segunda-feira (31), quando a repórter foi agredida ao vivo na porta do hospital Sírio-Libanês, em SP. Funcionários terceirizados pela empresa Graber, os profissionais estavam lá para proteger o equipamento da emissora e não a equipe de jornalismo.

Após o incidente, a ordem na Globo é de reformular todo o seu departamento de segurança. Monalisa Perrone chegou a abrir um boletim de ocorrência por lesão corporal por causa da agressão. Procurada pela coluna, a assessoria da Globo disse que não comenta assuntos de segurança. A empresa Graber não se pronunciou sobre o caso.



Fonte: Folha.com