Grávida atropelada durante "racha" é enterrada em São Paulo

Motoristas de 20 e 22 anos, que participavam de racha, estão presos.

A grávida de três meses que morreu atropelada na madrugada deste domingo (26) por dois carros que participavam de um racha em Guaianazes, na Zona Leste da capital paulista, foi enterrada no fim da manhã desta segunda-feira (27) em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Os motoristas de 20 e 22 anos, que não têm habilitação, estão presos.

Pamela Fernandes de Almeida tinha 21 anos e falava em um telefone público com uma amiga quando foi atropelada. A irmã da jovem disse que ela não percebeu quando os dois carros saíram de uma esquina em alta velocidade. Pamela foi atropelada e morreu na hora. ?Ela estava ligando para uma amiga dela. O menino me disse que ela ficou uns 40 minutos conversando com a amiga. O carro veio, os dois meninos que viram se esconderam atrás do poste e ela não ouviu o barulho. A amiga disse que só ouviu o baque, no que ouviu caiu o telefone e ela não falou mais nada?, contou Débora Fernandes.

A colisão foi tão forte que a proteção do telefone foi parar a 40 metros. Os motoristas tentaram fugir, mas uma testemunha impediu os dois de deixar o local. Eles foram levados para um Distrito Policial em Guaianazes e transferidos, posteriormente, para a a delegacia da Vila Jacuí. Eles devem ser transferidos para um Centro de Detenção Provisória (CDP).

De acordo com moradores, os rachas são comuns nos fins de semana na Rua Lagoa de Esmoriz. ?Todos os fins de semana há rachas nesta praça. Já teve acidente?, contou um morador que pediu para não ser identificado. De acordo com a Polícia Militar, os patrulhamentos são intensificados na Avenida Jacu-Pêssego. Mas a PM alega que não sabia que rachas aconteciam na rua. A polícia também pede que os moradores colaborem e façam denúncias.



De acordo com o delegado Murilo Braz Nascimento, a Polícia Civil recebe poucas denúncias de rachas. ?A prisão [dos motoristas] foi uma pronta resposta da Polícia Civil?, afirmou. De acordo com Nascimento, eles vão responder por homicídio doloso, por participar de racha, falta de habilitação e por tentar fugir do local do atropelamento.

Fonte: G1