Gretchen diz que não assistiu seu filme pornô por sentir nojo

A artista declarou que se arrepende de ter atuado na produção e que nunca teve curiosidade de assistir

Gretchen participou do quadro Vale Tudo, Só Não Vale Mentir do programa Tudo é Possível deste domingo (17) e falou sobre a experiência de ter feito o filme pornô La Conga Sex, lançado em novembro de 2006, com o ex-namorado, Guto Guitar, mais conhecido como DJ Silverado.

A artista declarou que se arrepende de ter atuado na produção e que nunca teve curiosidade de assistir. A princípio, a famosa não quis dizer o motivo, mas, questionada mais de uma vez pelo jornalista Odair Del Pozzo e ao ser avisada por Ana Hickmann de que a máquina apontou que sua resposta era mentirosa, Gretchen desabafou: "A verdade é que nunca assisti porque tenho nojo".



Baiano e ex-guitarrista da banda Bel, Guto Guitar se separou de Gretchen dois meses após o lançamento do filme. Na época, rumores davam conta de que Guto era homossexual e que o namoro era arranjado. Gretchen, no entanto, disse nunca ter desconfiado da sexualidade do ex e que o relacionamento era, mesmo, pra valer.

Ainda relembrando antigos romances, Gretchen declarou que sofreu agressão do ex-noivo, o cabeleireiro Claudio Farias, assassinado em 2003 em São Paulo.

Antes da declaração polêmica, porém, Gretchen, que estrelou também outros dois filmes adultos, Carnaval 2007 e Rainha do Bumbum, falou da relação com a filha Tammy Miranda. A respeito dos rumores de que teria cortado a mesada de Tammy, a artista foi enfática: "É a maior mentira que já ouvi. Eu nunca dei mesada a ela, nem quando a Tammy era mais nova. Ela sempre trabalhou porque não queria depender de mim", falou Gretchen, que disse também que Tammy lhe contou que é lésbica quando tinha 15 anos, mas tentou preservar a filha o quanto pôde.

Fonte: Terra, www.terra.com.br