Gretchen nega ser garçonete e afirma não querer voltar ao Brasil

Na última quinta (29), surgiu a informação de que a Gretchen estaria trabalhando como garçonete em um restaurante nos Estados Unidos

Na última quinta (29), surgiu a informação de que a cantora e dançarina Gretchen estaria trabalhando como garçonete em um restaurante nos Estados Unidos. O fato repercutiu nas redes sociais e causou polêmica.
Gretchen nega ser garçonete e diz que não quer voltar ao Brasil
Gretchen até usou o Twitter para falar de preconceito. "Vocês são ridículos. Quanto preconceito. Tenho mesmo que acreditar que continuo no sucesso. Tenho que repetir de novo (sic).

Pague minhas contas, quite minhas dívidas e ganhe o direito de falar da minha vida", escreveu, dando a entender que realmente estaria trabalhando na função. Porém, na verdade, Gretchen nunca trabalhou de garçonete no Netto’s Cafe, em Orlando.

Neste domingo (2), Gretchen concedeu entrevista por telefone ao "Programa do Gugu", da Record, e explicou sobre o caso. "Eu fui gravar um comercial para o café de um amigo meu e tinha que passar dois dias lá como uma garçonete normal. Passei dois dias como se estivesse trabalhando. 90% dos clientes de lá são brasileiros.

Quando esta foto foi parar no Facebook começaram a falar um monte de coisas no meu Twitter. Quando dei entrevista para o ’TV Fama’ [da RedeTV!] eu disse que não haveria problema nenhum em ser garçonete.

Eu fiquei muito chateada, porque achei que era um preconceito muito grande", comentou a dançarina. Gretchen está nos EUA há pouco mais de dois meses e revelou que não sente vergonha de qualquer trabalho. "Não me envergonho, eu amei estar lá aqueles dois dias. Se eu pudesse, poderia estar trabalhando lá. Achei um trabalho muito interessante, porque podia estar com as pessoas o dia inteiro.

Aqui, todas as profissões são muito respeitadas. Você encontra advogado fazendo faxina", contou. Mesmo tenho sido alvo de várias críticas, a cantora contou a Gugu que não tem mágoas do Brasil. "Jamais ficaria triste com o Brasil. Saí somente para cuidar dos meus filhos. Nem por um programa de televisão, que foi o que eu sempre quis, eu voltaria neste momento. Eu quero ser a Maria Odete, mãe dos meus filhos.

A Gretchen não vai morrer, porque por onde eu passo as pessoas me abraçam. Neste momento nada me faz voltar para o Brasil. Aqui eu tenho a oportunidade de dormir na hora que todos dormem, acordar as 6h da manhã, fazer tarefa da escola, coisas q nunca fiz.

Minha filha menor estava com quadro de bulimia e o Gabriel estava passando com psicóloga por sentir minha falta", comentou. Porém, a "rainha do rebolado" acabou confessando o motivo que realmente a levou para os Estados Unidos: "Na verdade, eu vim para cá para fazer uma turnê, que vai começar no fim de outubro". Gretchen tem show agendado parae o dia 29 de outubro em Newark e contou que está esperando a volta de seu empresário para organizar sua agenda. "Meu empresário está no Brasil fazendo uma turnê com Justin Bieber e depois vem para cá para cuidar da minha turnê", afirmou ao apresentador da Record.

Fonte: Na Telinha