Homem compra pão e acha rato morto dentro

Stephen Forse preparava sanduíches para os filhos quando viu camundongo preso em fatias de pão de forma.

Uma empresa de alimentos foi ordenada pela Justiça britânica a pagar quase 17 mil libras (cerca de R$ 45 mil), depois que um homem encontrou um camundongo morto em um pacote de pão de forma, quando preparava sanduíches para seus filhos.

Stephen Forse, de Kidlington, Oxfordshire, já havia usado algumas fatias do pão quando encontrou o roedor.

O pão foi comprado pela internet, de uma filial do supermercado Tesco em Bicester, em janeiro de 2009.

A empresa Premier Foods, que fabrica o popular pão de forma Hovis, foi multada em 5.500 libras (cerca de R$ 14.800) e ordenada a pagar 11.109,47 libras (cerca de R$ 29 mil) dos custos do processo.



A empresa admitiu ter falhado em garantir, na sua fábrica em Londres, que todos os estágios da fabricação do produto estivessem devidamente protegidos contra contaminações.

Objeto escuro

Forse afirmou que já havia usado algumas fatias do pão quando notou "um objeto escuro, preso no canto de três ou quatro fatias".

"Inicialmente achei que a massa do pão não havia sido bem misturada antes de ele ser assado."

"Mas quando olhei de perto, vi que havia pelos na mancha."

Forse afirmou que continuou a preparar os sanduíches de seus filhos e amigos com fatias de outro pão.

"Chequei cuidadosamente cada fatia, já que fiquei muito abalado", disse ele.

"Fiquei me sentindo mal e não consegui comer nada. Sentei com as crianças enquanto elas comiam seus sanduíches."

Rabo sumido

Forse contatou as autoridades sanitárias do governo local, que visitaram a casa da família para coletar as provas.

Durante a visita, uma das agentes identificou o objeto como sendo um camundongo sem o seu rabo. Foi a administração regional do distrito de Cherwell que moveu o processo contra o fabricante do pão.

Um porta-voz da Premier Foods afirmou: "Pedimos profundas desculpas pelo estresse causado como resultado deste incidente isolado".

"Assim que a queixa foi apresentada, suspendemos toda a produção na padaria e nomeamos um especialista independente para conduzir uma detalhada investigação."

"Eles confirmaram que este foi um incidente isolado, que afetou apenas este produto."

"Não havia qualquer evidência de camundongos na padaria, e nenhum histórico de situações semelhantes."

O porta-voz acrescentou que o governo local concorda que "a padaria é bem administrada e que a Premier Foods leva suas obrigações em relação à higiene bastante a sério".

Fonte: g1, www.g1.com.br