Polícia mata homem que fazia reféns em canal de TV

Polícia mata homem que fazia reféns em canal de TV

Reféns foram libertados por ação da polícia

A polícia atirou no homem armado e libertou com segurança três pessoas tomadas como reféns por ele nesta quarta-feira (1º) após quatro horas de sequestro nos escritórios do canal de TV Discovery, nos arredores de Washington, informou a polícia. "Nossas unidades táticas entraram" quando o suspeito apontou uma arma a um dos reféns, informou o chefe da polícia de Montgomery County, J. Thomas Manger.

"Eles atiraram no suspeito. O suspeito está morto", disse.

A polícia temia pela segurança dos reféns, depois de mais de duas horas de negociações por telefone entre as autoridades e o homem armado, que demonstrou "muitas emoções durante as negociações", disse Manger.

O suspeito tinha "o que acreditamos serem explosivos presos na frente e atrás de seu corpo", disse Manger, completando que aparentemente a bomba teria desligado após um barulho.

"Há outros equipamentos suspeitos no prédio que ainda estão sendo avaliados", completou, dizendo que o prédio foi averiguado pela polícia.

A imprensa local, citando fontes da polícia, identificou o homem como James Jay Lee, que tem um histórico de protesto contra o Discovery Channel, emissora conhecida por seus documentários sobre a vida animal, assim como por programas militares.

Lee fez uma lista de exigências que incluiam que a emissora "transmitisse ao mundo seu comprometimento em salvar o planeta".

Fonte: g1, www.g1.com.br