Hospital troca corpos de pacientes na Bahia

Funcionário que identifica macas teria cometido o engano, segundo polícia

Um hospital em Salvador trocou os corpos de duas pacientes, de 63 anos, na quarta-feira (18), que haviam falecido na instituição. O engano teria sido cometido por um funcionário responsável pela identificação das macas.

De acordo com a Polícia Civil, uma das mulheres, que teve a causa da morte identificada ainda no hospital, deveria ser encaminhada ao serviço funerário. A outra, com a causa da morte desconhecida, seria levada ao Instituto Médico Legal (IML) para necropsia.

Um funcionário, no entanto, entregou o corpo da primeira mulher ao IML. O engano foi percebido no Instituto e corrigido ainda na quarta-feira. Segundo a polícia, o funcionário que teria cometido o equívoco deve ser ouvido nos próximos dias.

Fonte: g1, www.g1.com.br