Vera Fisher revela que papel em "Salve Jorge" é quase humilhante

Vera Fisher revela que papel em "Salve Jorge" é quase humilhante

""Não precisavam me chamar, porque a Totia [Meirelles] dava conta do dela e do meu”, disse a atriz.

Vera Fischer reuniu fãs e amigos em uma livraria no Rio de Janeiro, na noite da última terça-feira (26), para o lançamento de seu segundo romance, ?Lucíola?.

Enquanto apresentava sua obra, a atriz não conseguiu fugir das perguntas sobre Irina, sua personagem em ?Salve Jorge?.

Sem papas na língua, Vera não hesitou em abrir o jogo. ?Uma atriz como eu, com quase 40 anos de TV Globo, que fez milhares de trabalhos de qualidade. Não precisavam me chamar, porque a Totia [Meirelles] dava conta do dela e do meu?, disse à revista ?Quem?.

?Não precisavam de mim. Colocasse alguém que está começando, que precisa. É um personagem que para mim, é quase que humilhante. Eu não digo nada, não falo nada, não existo", completou, reforçando a crítica que fez nesta semana, em entrevista ao jornal ?O Globo?.

Apesar do comentário duro, Fischer fez questão de falar que gosta de Glória Perez, mas só voltaria a trabalhar em parceria com a autora ?se ela lembrar de escrever uma coisa importante" para ela, "como já fez antes".

Sobre o livro, Vera Fischer revelou que não utilizou computador para escrevê-lo, pois não se dá bem com a tecnologia. ?Escrevo tudo a lápis. Não sei nem ligar o computador?, brincou.

A obra conta a história de uma prostituta que muda de vida ao se deparar com uma proposta de casamento. Este é o segundo livro da atriz, que também é a autora de ?Serena?.

Fonte: msn