Irã ameaça navios militares ocidentais

Irã habitualmente promete retaliações contra qualquer ataque às suas instalações nucleares

O ministro iraniano da Defesa alertou na terça-feira que o país pode atacar navios militares ocidentais no golfo Pérsico se for agredido por causa do seu programa nuclear, disse a agência semioficial de notícias Fars.

Ahmad Vahidi disse numa conferência em Teerã que há atualmente mais de 90 embarcações criando um "ambiente militar" no Golfo, uma região crucial para o transporte de petróleo do mundo. Elas incluem submarinos, porta-aviões e destróieres.

"Qual é a razão subjacente à mobilização de tantos navios de guerra e qual o objetivo que eles estão buscando (...)? Será que estão preparados contra o Irã?", disse Vahidi, segundo a Fars.

"Os ocidentais sabem bem que a existência desses navios de guerra no Golfo Pérsico serve como os melhores alvos operacionais para o Irã se eles quiserem realizar qualquer ação militar contra o Irã", acrescentou.

O Irã habitualmente promete retaliações contra qualquer ataque às suas instalações nucleares, que diz serem voltadas apenas para fins pacíficos. O Ocidente suspeita que a República Islâmica pretenda desenvolver armas atômicas. Nem Israel nem os EUA descartam uma ação militar se a diplomacia não conseguir conter as ambições nucleares iranianas.

"Os norte-americanos têm feito comentários conflitantes (sobre um possível ataque)", disse Vahidi, segundo a agência estatal de notícias Irna.

No mês passado, o ministro havia dito que o Irã atacaria fábricas de armas e instalações nucleares de Israel se o Estado judaico bombardear instalações nucleares iranianas.

Acredita-se que Israel seja a única potência nuclear do Oriente Médio. O Irã diz ter mísseis capazes de alcançar Israel.

Fonte: g1, www.g1.com.br