Jean Wyllys vai ganhar proteção policial 24h por dia, após ameaça

Jean Wyllys vai ganhar proteção policial 24h por dia, após ameaça

As ameaças acontecem pelas redes sociais e aumentaram.

Preocupado com as constantes ameaças de morte, o deputado federal Jean Wyllys resolveu agir. Desde o início do mês de abril, o parlamentar está sob a proteção de dois seguranças da própria Câmara, que o acompanha em todos os compromissos oficiais. Na próxima semana, quando volta de uma viagem ao exterior, Jean vai ganhar uma escolta 24 horas por dia com dois a quatro agentes da Polícia Federal.

Jean Wyllys está em Washington nos Estados Unidos. Ele participa de um seminário internacional sobre doenças raras, o World Orphan Drug Congress. "O deputado entrou com o pedido de proteção no final de março, que foi encaminhado pela Câmara à Polícia Federal. Estamos naquela fase dos trâmites legais e aguardando a liberação dos policiais. Isso deve acontecer nos próximos dias. Jean chega na semana que vem e já deve ter esse esquema de segurança à sua disposição", revelou Kleber Pinheiro, que trabalha na assessoria de imprensa do Gabinete do Deputado Federal.

Kleber confirmou que as ameaças acontecem pelas redes sociais e aumentaram desde que foram divulgadas mensagens que alegavam a defesa da pedofilia e ações contra os evangélicos por parte do deputado Jean Wyllys. "Ele foi vítima de uma campanha difamatória, principalmente com relação ao preconceito contra os cristãos", explicou o assessor.

Jean Wyllys pediu proteção policial depois de uma reunião com a ministra-chefe da Secretaria dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, já que as ameaças se tornaram mais constantes. Em março de 2012, a polícia indiciou dois homens que ameaçavam de morte o deputado pela internet. Os elementos foram presos em Curitiba e, de acordo com as investigações, eles eram ativistas neonazistas. A dupla também planejavam um ataque a alunos do curso de Ciências Sociais na Universidade de Brasília (UNB).

Fonte: UOL