Jogadora decide virar homem e troca até seu nome

Jogadora decide virar homem e troca até seu nome

Kay-Kay Allums vira Kye, mas continuará disputando competição feminina e começará a tomar remédios

Kay-Kay Allums, jogadora de basquete da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, decidiu virar Kye Allums, jogador de basquete da universidade. Com 21 anos, Kye continuará a disputar a competição feminina, mas decidiu mudar de sexo, começando pelo nome.

- O estudante-atleta Kye Allums decidiu viver como um estudante homem e ser reconhecido como homem. A Universidade George Washington apoia Kye e seu direito de tomar esta decisão. Kye informou a universidade que ele não começará a tomar qualquer medicamento ou droga enquanto for um estudante-atleta. A universidade consultou a NCAA sobre seu status para competir. Kye continuará a ser um membro da equipe feminina de basquete. Kye informou suas companheiras de equipe, e a universidade, com o consentimento de Kye, informou à equipe de esportes ? disse Robert Chernak, vice-reitor da universidade e vice-presidente de serviços ao estudante e apoio acadêmico, em comunicado oficial.

No dia 13 de novembro, Kye disputará sua primeira partida desde que tornou púbica sua história, contra a Universidade Winsconsin-Green Bay, em Minneapolis.

- George Washington tem me apoiado muito durante esta transição. Eu não escolhi nascer neste corpo e me sentir como me sinto. Decidir por esta transição, mudar meu nome, porque me incomodava esconder quem eu sou, e estou tentado me ajudar e a outros a serem quem são. Falei com minhas companheiras primeiro, e elas, incluindo meus treinadores, me apoiaram. Minhas companheiras me abraçaram como o irmão maior do time. Elas têm sido minha família e eu as amo ? afirmou Kye Allums.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com