Juan Antonio Samaranch morre aos 89 anos

Juan Antonio Samaranch morre aos 89 anos

Espanhol comandou a entidade esportiva durante 21 anos, de 80 a 2001

O presidente de honra do Comitê Olímpico Internacional (COI), Juan Antonio Samaranch, morreu nesta quarta-feira, em Barcelona, aos 89 anos de idade. A confirmação da morte do espanhol foi feita pelo diretor do serviço de medicina interna do Hospital Quirón, Rafael Esteban Mur.

O último boletim médico de Samaranch, divulgado poucas horas antes de sua morte, dizia que o dirigente se encontrava em estado de "choque irreversível" e seu estado era considerado "crítico".

O presidente do Comitê Olímpico Internacional de 1980 a 2001 foi internado às pressas com insuficiência cardíaca, nesta terça-feira, no Hospital Quirón de Barcelona. O médico Rafael Esteban Mur já tinha se mostrado pessimista com o quadro do dirigente e afirmou, na última terça, que não era possível fazer um prognóstico favorável sobre o caso.

Juan Antonio Samaranch Salisachs, filho do presidente de honra do COI, revelou que seu pai passou mal no domingo passado, logo após a final do Masters 1000 de Monte Carlo, quando Rafael Nadal conquistou o hexacampeonato. O dirigente foi levado pela família ao Hospital Quirón e sofreu um colapso pouco antes de chegar ao centro médico.

Em 2001, pouco depois de deixar o comando do COI, ele já havia sido internado em Lausanne, na Suíça, com uma extrema sensação de cansaço. No mesmo ano, o espanhol sofreu uma crise de hipertensão. A última vez que esteve sob cuidados médicos foi em 2009, depois que desmaiou durante um evento.

Juan Antonio Samaranch foi presidente do Comitê Olímpico Internacional até 2001, quando deixou o cargo para o belga Jacques Rogge. Desde então, assumiu o posto de presidente de honra do COI.

Fonte: g1, www.g1.com.br