Julgamento da pensão de Sthefany Brito deve ser adiado

Julgamento da pensão de Sthefany Brito deve ser adiado

Sthefany continua a receber apenas os R$ 5 mil mensais.

O julgamento dos alimentos provisórios em favor de Sthefany Brito, que poderia acontecer ainda este mês, deve ser adiado. É que Márcio Eduardo Caetano Bruno, advogado de Sthefany, entrou com embargo de declaração sobre o recurso impetrado por João Paulo Lins e Silva, advogado do jogador Alexandre Pato, que suspendeu o direito da atriz à pensão de 20% dos rendimentos líquidos de seu ex-marido.

Márcio Eduardo pede para se manifestar sobre a suspensão da pensão. Sthefany continua a receber apenas os R$ 5 mil mensais. O desembargador receberá os argumentos dos advogados das partes para depois julgar. A decisão dos embargos será publicada no Diário Oficial e só então o julgamento será marcado.

Fonte: Terra