Justiça concede liberdade ao pagodeiro Belo

Justiça concede liberdade ao pagodeiro Belo

Foi condenado a oito anos de prisão por associação ao tráfico de drogas em junho de 2002

Marcelo Pires Vieira, o pagodeiro Belo, preso em 2002 por envolvimento com o tráfico de drogas, agora é um homem livre e não deve mais nada à Justiça, segundo a advogada do cantor, Sandra Almeida.

O pagodeiro, que foi condenado a oito anos de prisão por associação ao tráfico de drogas em junho de 2002 e cumpria a pena em liberdade condicional, não terá mais que chegar em casa até as 23h e não precisará mais pedir autorização para fazer shows.

Na segunda-feira, a juíza Roberta Barrouin Carvalho de Souza, da Vara de Execuções Penais do Rio, concedeu o indulto ao cantor, espécie de perdão judicial, reconhecendo o pedido da defesa de Belo, e ele não tem mais pena a cumprir. ?Ele já pode levar a vida normal. Nada mais a pagar para a Justiça nem para a sociedade. Belo cumpriu sua pena corretamente e teve bom comportamento. Agora, ele poderá se apresentar fora do Brasil, se quiser. É a nossa vitória. Quando contei, ele ficou radiante e chorou?, disse a advogada.

Pedido de indulto também foi analisado pelo Conselho Penitenciário e o Ministério Público, que se mostraram favoráveis. O cantor Belo ficou preso por quatro anos e ainda teria mais 1 ano e 4 meses de pena para cumprir em liberdade condicional.

Fonte: O Dia Online-RJ