Antes de ser preso, Justin Bieber alugou carros na loja de Felipe Massa para praticar racha em Miami

Antes de ser preso, Justin Bieber alugou carros na loja de Felipe Massa para praticar racha em Miami

Márcio Fonseca, assessor do piloto de Formula 1, confirmou que os veículos foram alugados na loja

Os carros alugados por Justin Bieber, que foi detido por dirigir sob influência de álcool e praticar racha, na noite desta quarta-feira (22) em Miami, pertencem a Lou La Vie Exotic Car Rental, locadora de veículos de luxo que tem como sócios os irmãos Dudu e Felipe Massa.

Márcio Fonseca, assessor do piloto de Formula 1, confirmou que os veículos foram alugados na loja, mas que os irmãos são sócios minoritários na empresa e que eles ficaram sabendo na noite desta quinta-feira (23) da prisão de Bieber com os carros.

"Falei com o pai deles agora, que disse que o Felipe ficou sabendo no início da noite. Eles não são donos da loja, tem pequena porcentagem. Felipe está na Inglaterra a trabalho. Não comentou nada, nem tem o que falar. As pessoas alugam os carros lá com frequência", afirmou o assessor.

Cantor detido

O cantor Justin Bieber foi detido em Miami na manhã desta quinta-feira (23) sob múltiplas acusações, incluindo dirigir sob influência de substância alcoólica, disputar racha e resistir à prisão. O cantor foi fichado, processado e pagou fiança de US$ 2,5 mil.

Sob custódia do departamento de polícia, Bieber passou por testes para definir o nível de álcool no sangue. O artista chegou a fazer um teste de sobriedade logo que foi detido, mas foi reprovado. Ele foi levado para uma delegacia.

Na delegacia, o cantor admitiu o consumo de álcool, de medicamentos prescritos e de ter fumado maconha, disse Raymond Martinez, chefe de polícia de Miami Beach. O cantor também contou que não tinha certeza sobre o medicamento que havia tomado, uma vez que foi lhe dado por sua mãe, Pattie. Durante audiência com o juiz nessa tarde, o músico ficou calado.

Bieber também foi acusado de dirigir com uma carteira de motorista vencida, do estado da Geórgia, e de resistir à prisão de forma não violenta, por ter se recusado a tirar as mãos do bolso quando isso foi exigido pelos policiais, além de tê-los xingado.

A polícia informou à imprensa que o cantor dirigia entre 88 a 97 km por hora em uma área liberada para 48 km por hora.

O chefe de polícia da cidade, Raymond Martinez, disse que o astro teen estava "incoerente" na hora da prisão e revelou que um dos testes atestou que o artista havia usado drogas. Outras fontes dentro da polícia revelaram ao "Miami Herald" que o cantor admitiu estar sob o efeito de cerveja, maconha e antidepressivos.

A NBC e o TMZ informaram que cantor havia acabado de deixar um clube noturno quando foi parado pela polícia, em uma zona residencial de Miami, próximo à praia, com um Lamborghini amarelo, que havia sido alugado.

O motorista com quem Bieber estava disputando o racha, identificado como o cantor de R&B Crazy Khalil, também foi detido - e, assim como o astro teen, dirigia uma Ferrari vermelha. Khalil, cujo nome completo é Khalil Amir Sharieff, foi acusado de dirigir sob efeito de álcool e multado em US$ 1 mil.

Vídeos divulgados na internet nesta quinta-feira retratam o momento em que Bieber foi abordado por oficiais. Um deles foi obtido pelo TMZ, enquanto outro foi publicado por fãs do rapaz.

O TMZ também divulgou uma filmagem na qual Bieber aparece correndo com seu carro pelas ruas de Miami.

Fonte: UOL