Justin Bieber, de 19 anos, é indiciado por agredir motorista de limusine na polícia de Toronto

Justin Bieber, de 19 anos, é indiciado por agredir motorista de limusine na polícia de Toronto

Ídolo teen deve comparecer a uma audiência no dia 10 de março

A polícia de Toronto informou nesta quarta-feira (29) que o cantor pop canadense Justin Bieber, de 19 anos, foi indiciado por agressão a um motorista de limusine, em um incidente ocorrido em dezembro passado.

O astro deverá comparecer na Justiça no dia 10 de março para responder

por essas acusações. Bieber, que se apresentou voluntariamente à polícia, foi mantido durante duas horas em uma delegacia no Centro de Toronto, no Canadá.

Imagens transmitidas por uma emissora de televisão local mostraram o momento em que Justin chega à delegacia, escoltado pela polícia e em meio à multidão histérica de fãs.

Também nesta quarta, os advogados do astro apresentaram uma declaração por escrito em um tribunal do condado de Miami, segundo a qual seu cliente disse ser inocente das acusações apresentadas contra ele, na Flórida.

Em 23 de janeiro, Justin foi detido, em Miami Beach, por dirigir embriagado e sob efeito de drogas, resistir à prisão e conduzir com carteira de motorista vencida. Segundo a polícia de Miami, Bieber desrespeitou o oficial que o prendeu e admitiu ter fumado maconha, bebido álcool, além de consumir medicamento controlado.

Depois de passar oito horas preso, ele se apresentou ao juiz Joseph Farina, que determinou uma fiança de US$ 2,5 mil. Horas após ser liberado, o cantor viajou ao Panamá com um grupo de amigos, de onde foi direto para o Canadá, nesta quarta.

As acusações formais sobre o caso de Miami serão apresentadas em um tribunal da Flórida no próximo dia 14. Mas, de acordo com o TMZ, os advogados do cantor deverão recorrer, alegando que o resultado de um exame de sangue indica que ele apresentou um índice de 0,014 (o que significa que tinha 0,14 ml de álcool a cada litro de sangue), e que vídeos publicados pelo site e o aparelho de GPS instalado em seu carro comprovam que ele dirigia em uma velocidade abaixo do limite, o que contraria a versão de que estaria participando de um racha.

O episódio inspirou uma campanha on-line para pedir à Casa Branca que deporte o cantor canadense.

Nesta quarta, na seção "We The People" da página oficial da Casa Branca, mais de 100 mil pessoas já haviam assinado a petição para que o governo Barack Obama cancele o "green card" (visto de residência permanente) de Bieber.

Fonte: G1