Ken Humano permanece em coma, diz boletim médico

Comunicado enviado por hospital não fala de alterações no estado de saúde do jovem. Ele está no 22º dia de tratamento.

Segundo boletim médico divulgado neste sábado, 7, o quadro de saúde de Celso Santebanes, mais conhecido como Ken Humano, permanece inalterado. O rapaz, que está no 22º dia de tratamento, permanece em coma, respirando com a ajuda de aparelhos e com risco de morte.


Leia na íntegra o boletim médico:

"O paciente Celso Santebañes está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia desde o dia 04 de fevereiro com quadro de Leucemia Linfóide Aguda Philadelphia positivo em aplasia medular  (anemia, plaquetopenia, neutropenia) pós-quimioterapia (as sessões de quimioterapia encerraram no dia 30/01/2015).

Encontra-se no 22º dia do tratamento, em coma, sob sedação contínua, respirando com auxílio de ventilador mecânico, em uso de drogas vasoativas e antibioticoterapia de amplo espectro, recebendo cuidados intensivos. O quadro atual permanece muito grave, com risco de morte, porém, estável."

Nesta quinta, 5, após ter uma piora súbita na noite de terça e ter o 'risco iminente de morte' anunciado pelo hospital, ele seguia com quadro de saúde estável.

No mesmo dia, a reportagem do EGO conversou com o avô do rapaz, José Pereira, que criou Celso junto com a avó do modelo, Teresinha Pereira. De acordo com ele, Celso Santebanes, que na verdade se chama Celso Pereira Borges, sempre quis a fama. "Tá sendo bom ficar aqui, mas estou agoniado. Não tenho notícias do meu neto desde terça. A última coisa que ele me falou foi que passaria por cima dessa doença e ainda realizaria seu sonho de ser famoso. O sofrimento faz a pessoa pensar, traz as ideias, dá juízo. Meu neto é uma pessoa amorosa, nova, ainda vai completar 21 anos. O que eu mais quero é que ele recupere a saúde e fique bom logo", desabafou.

Mãe visita pela primeira vez

Nesta sexta-feira, 6, durante uma visita ao filho no hospital onde ele está internado em Uberlândia, Minas Gerais, a mãe do modelo conversou e fez um apelo. "Não tenho mais nenhuma esperança. Peço que as pessoas rezem por ele. Ele está em coma, o estado de saúde dele é muito grave e eu não tenho mais nenhuma esperança. Eu já perdi um filho, não queria perder outro. Ele é meu único filho homem", disse Marli Borges. O irmão mais novo de Celso, de 16 anos, morreu ao contrair o vírus rotavirus no ano passado.

Abalada, Marli chegou chorando muito ao hospital. Ela estava acompanhada de outras três tias de Celso além de um tio e os avós do modelo. "Ela viu o outro filho dela morrer dentro da UTI. Ela já perdeu um filho e o outro está aí desse jeito... Está sendo muito difícil para ela, mas Deus deu força para ela vir", disse Marília Borges, tia de Celso, sobre o sobrinho e irmão mais velhor do modelo, Celimar Borges. "Tem muitas pessoas criticando, dizendo que ele buscou isso, ele não buscou isso não", defendeu.

Esta foi a primeira vez que Marli visita Celso no hospital porque a família havia decidido poupá-la da notícia sobre a gravidade do quadro do filho. Conforme a avó de Celso, Teresinha Borges, contou, a filha Marli teve depressão pós-parto após o nascimento do rapaz e,  desde então, vive à base de remédios e lida com uma série de problemas psicológicos.

Funcionárias dizem que Ken Humano luta para sobreviver

Algumas funcionárias do hospital, que preferiram não se identificar, contaram que Celso estava otimista com o tratamento e sempre brincava com todo mundo. "Ele é uma alegria e está confiante na melhora", diz uma enfermeira.

Uma outra funcionária ressaltou o desejo do Ken Humano de ser famoso: "Ele deu um pouco de trabalho porque divulgava informações que não podiam sair do hospital. Dava entrevistas pelo telefone, mas também era muito alegre".

O drama do Ken Humano mobilizou o hospital. A equipe médica está fazendo uma força tarefa para salvar a vida do mineiro, que está em coma. "Ele passou mal de repente, mas já estava bem fraco. Agora está todo entubado e em coma. Dá dó de ver! Mas se Deus quiser ele vai sair dessa", afirmou outra funcionária.

Segundo assessoria do hospital, ele estava no último bloco que quimioterapia e estava reagindo bem aos medicamentos. Na noite de terça-feira, 3, ele teve uma piora. Celso está em um quarto isolado por conta da imunidade baixa e a flebite, infecção no braço.

Risco iminente de morte

Na manhã de quarta, 4, o Hospital de Clínicas de Uberlândia, da Universidade Federal de Uberlândia, onde Celso está internado, divulgou um boletim médico alarmante, afirmando que o modelo estava em estado "muito grave, com risco iminente de morte", segundo boletim médico divulgado. Leia a íntegra:

"O paciente Celso Santebanes está internado no Hospital de Clínicas de Uberlândia da Universidade Federal de Uberlândia com quadro de Leucemia Linfóide Aguda Philadelphia positivo. Apresentou piora importante do quadro clínico nas últimas 12 horas em função de complicações agudas relacionadas à fase de aplasia medular (anemia, plaquetopenia, neutropenia) pós-quimioterapia. Encontra-se no 19º dia do protocolo de quimioterapia, em coma, sob sedação contínua, respirando com auxílio de ventilador mecânico, em uso de drogas vasoativas e antibioticoterapia de amplo espectro. O quadro atual é muito grave, com risco iminente de morte".

Entenda o caso

Celso foi internado pela primeira vez no dia 7 de janeiro, em Araxá, Minas Gerais, mas foi encaminhado logo depois para Patos de Minas por causa da gravidade de seu quadro. Assim como Andressa Urach, o rapaz também dizia sofrer com complicações por conta do hidrogel aplicado em suas pernas. Dias antes, em entrevista, o modelo contou que ia precisar tirar todo o hidrogel do corpo, porém, após passar por uma consulta médica, foi orientado a tomar injeções de antibióticos e anti-inflamatórios antes de passar pelo procedimento.

"Meu médico falou que está muito inflamado, que eu posso pegar uma bactéria ou até algo mais sério. Ele falou que não vai mexer agora. Vamos fazer um processo com antibióticos também antes. Terei que tomar várias injeções na minha perna, mas provavelmente meu médico vai me internar ainda nesta semana. Só vou controlar com antibióticos antes para desinflamar e não correr riscos. Está muito inflamado, vimos isso no ultrassom. O médico disse que vai piorar minha perna, mas depois vai melhorar. É assim que funciona com o hidrogel. Segundo o médico eu devo ficar uns cinco dias internado depois ", disse ele na ocasião.

Ao ser hospitalizado, no entanto, ele descobriu que estava com leucemia. No entanto, foi apenas após ser transferido para Uberlândia, no atual local onde está, que começou o tratamento contra o câncer.

 

Fonte: EGO