"Larga essa velha, Jesus, e casa comigo!", gritam fãs do namorado de Madonna

Não faz nem um ano que Jesus Pinto da Luz, 21 anos, era mais um modelo carioca

Em certos momentos, parecia mais um culto religioso. ?Jesus, me salva!?? ?Jesus, me protege!? ? ?Larga essa velha, Jesus, e casa comigo!? Deslocada, a frase parece até um sacrilégio, quando colocada próxima das demais. Mas era justamente para ser assim. A passagem do modelo e dublê de DJ Jesus Luz por Brasília com a festa Mixtureba despertou a curiosidade de cerca de 1,5 mil pessoas que passaram na boate Blue Space, no Setor de Oficinas Sul, na madrugada de ontem. Todos que estavam ali queriam saber: qual o poder de Jesus?

Não faz nem um ano que Jesus Pinto da Luz, 21 anos, era mais um modelo carioca. Mal pensava ele que, em uma sessão de fotos, teria a vida mudada. Não pelas fotos em si, mas por causa com quem contracenaria: a cantora Madonna, 51, ícone pop desde os anos 1980, que estava de passagem pelo Brasil com a turnê Sticky & Sweet. No ensaio sensual, publicado pela americana W, ela desfruta do corpo escultural do modelo, apresentado seminu. As imagens foram usadas para ilustrar os telões da boate na uma hora e meia que ele ficou diante das pick-ups, tocando música eletrônica.

O romance surgido a partir do tal ensaio gerou bafafá na mídia internacional. E, é claro, era o grande comentário nos grupos que estavam na boate. Falavam do tal apartamento de US$ 2 milhões que ela teria dado ao namorado recentemente, de traição, da diferença de idade entre os dois? Ah, e todo mundo queria tirar também a prova das músicas tocadas pelo rapaz. Isso porque andaram dizendo por aí que o set tocado nas festas era programado. O trabalho como DJ seria somente encenação.

O público gay, que geralmente predomina na casa, deu lugar a muitos saltos bastante altos, bolsinhas de grife e brilhos, muitos brilhos. Vindos, no caso, de meninas de classe média-alta, que saltavam de carrões, largados nas mãos dos manobristas. Muita Ju, muita Fê, muita Lu. A festa, superbem organizada por sinal, tinha preço salgado: R$ 60 (a inteira) para a pista e R$ 120 (inteira) para o gigante camarote VIP, com direito a open bar.

Do camarote, a gerente de eventos Ana Paula Carvalho, 27 anos, moradora do Sudoeste, avaliava a trajetória do modelo. ?Antes de ser namorado da Madonna, ninguém sabia quem era esse menino. Ele é midiático e vim aqui para saber se ele tem potencial?, disse. Potencial de quê, Ana? ?Como DJ, ué. Porque gostosinho todo mundo vê que ele é!?, disparou.

Pouco antes da meia-noite, as vendedoras Flávia Oliveira, 27, e Vanessa Veras, 23, chegaram de Luziânia na boate. Vinham comemorar o aniversário da amiga, Karina Barreto, 24. Tinham dito aos maridos e namorados que iriam para o show de Maria Rita, mas acabaram indo ver Jesus. ?Vai que a Madonna aparece aí e a gente tem a chance de a ver por R$ 30??, questionava a aniversariante. Flávia confessou que nem sabia quem era Jesus Luz antes de a amiga comentar da festa. ?Perguntei: é o namorado da Giselle (Bündchen, a modelo)? Ah, não. É o do ?zoião?, o da Madonna??, brincou.

Champanhe

Foram poucos os instantes em que Jesus mostrou os ?zoião?. Ele assumiu o som às 2h05, de óculos escuros, jeans, blusa de malha colada e grande crucifixo de prata pendurado no pescoço. Surgiu no palco acompanhado por duas modelos com grandes asas de anjo. No pulso esquerdo, uma fitinha vermelha ? não do Bonfim, e sim da cabala, crença que adotou por influência de Madonna. Todo simpático, vinha vez por outra para cumprimentar as pessoas na lateral do palco. Pedia animação e se esmerou para mostrar tudo que sabia fazer na pick-up. Bebericava algo em um copo de plástico, que não chegou à metade no fim da apresentação.

Nessa interação, chegou a dar pequenas garrafas de champanhe para quem estava por perto. Causou um certo alvoroço, principalmente entre os mais eufóricos. Não foi o caso da administradora Gislaine Schebeliski, 31 anos. Ela foi a primeira a ganhar bebida do DJ, antes de formar o alvoroço. E acabou ganhando outra garrafinha no fim do show, com um autógrafo. ?Ele é lindo, atencioso, maravilhoso. Jesus, me abana!?, brincou.

Por volta das 3h30, Jesus tocou a música Celebration, o novo sucesso da namorada Madonna, para encerrar a participação na festa. Uma fotinha com os produtores, outra com os DJs e lá se foi ele, com a certeza de ter arrebatado mais fiéis ? pelo som, pela simpatia, pela beleza.

Discrição é ordem

Logo desde o início do romance com Madonna, Jesus deixou de conversar com a imprensa. Não fala sobre nada: nem a carreira de DJ, nem de modelo e, muito menos, sobre a cantora. A proibição, imposta por ela, também incluiria comentar sobre a vida do casal com amigos e parentes. Em Brasília, não foi diferente.

Gulherme Siqueira, produtor da festa, garante que o modelo se comportou sem estrelismo, ?bem pé no chão?. Jesus chegou em Brasília no início da tarde de sábado e foi direto para o hotel para dormir ? estava virado da noite anterior. Acordou e jantou em um restaurante da moda da cidade. ?Ele dispensou o motorista que eu tinha contratado e fomos no meu carro até o restaurante?, diz Siqueira. Em sua humildade, Jesus distribuiu autógrafos e tirou fotos no restaurante, e teria elogiado a cidade. ?Ele é um menino querido, que me surpreendeu principalmente pelo conhecimento de música que tem. Vai contra essa história de que ele não toca nas festas?, defendeu.

Fonte: Correio Braziliense