Larissa Riquelme:"Foi difícil mostrar panchulita"

Larissa Riquelme:"Foi difícil mostrar panchulita"

Modelo paraguaia é a primeira a ter um ensaio em 3D na Playboy brasileira

A modelo paraguaia Larissa Riquelme é a estrela da edição de setembro da Playboy. Na entrevista coletiva de lançamento da revista, que aconteceu nesta quarta-feira (8) em São Paulo, a moça revelou que o mais difícil no ensaio foi mostrar a ?panchulita?, como é chamada a parte íntima feminina no Paraguai.

- Foi a primeira vez que eu mostrei. Fiquei um pouco tímida na hora de fazer as fotos, porque não somente meu pai e minha mãe iam ver, mas todo mundo.

Além de mostrar sua intimidade pela primeira vez, Larissa também falou sobre a dificuldade em fazer um ensaio em 3D. Para a modelo, posar para duas câmeras foi muito complicado.

Foi difícil. As duas câmeras tinham que tirar fotos iguais e eu precisava ficar parada por muito tempo.

As fotos foram tiradas no estádio Arena Barueri, na cidade de Barueri, na Grande São Paulo. A torcedora símbolo da seleção paraguaia disse que sentiu vergonha no começo, mas que logo se soltou.

- Foi um pouco incômodo. Estava com um pouco de vergonha, mas o pessoal da Playboy me ajudou e ficou bom.

Questionada se o povo paraguaio sentiria ciúmes de ver sua musa posando para um revista brasileira, ela diz que existe essa possibilidade.

- Os paraguaios vão ficar com muito ciúmes.

Acompanhada pela mãe, Liliana Riquelme, e pelo namorado, o modelo Koke, a moça falou da relação com o público e disse que o companheiro não se incomoda com o seu sucesso.

- Ele entende que esse é meu trabalho. É engraçado, pois as pessoas me param no shopping, no mercado, dizem que gostam de mim, que sou muito querida. Os brasileiros são muito carinhosos.

A modelo que ficou conhecida no mundo inteiro por prometer ficar nua se a seleção paraguaia chegasse a semifinais da copa da África do Sul, neste ano, diz que pode voltar a repetir a dose em 2014.

- Em 2014, o Paraguai vai jogar melhor e ir mais longe na Copa. Vou prometer alguma coisa, mas ainda vou pensar em que vai ser.

Fonte: R7, www.r7.com