Lília Diniz no 3º dia do Salão do Livro do Piauí

Poeta maranhense apresenta seu livro

Em seu terceiro dia, o Salão do Livro do Piauí ? SALIPI, traz uma programação diversificada. No Theatro 4 de Setembro, a poeta maranhense Lilia Diniz, apresenta seu livro ? Miolo de Pote em Cantigas e Versos?, permeado de personagens dos interiores do Brasil e com ênfase na cultura maranhense. Lília Diniz comemora a 4ª edição do Livro, que segundo ela "é uma vitória para uma artista do circuito alternativo". Na verdade Lília Diniz já é bastante conhecida dos palcos do Brasil e recentemente foi citada na revista TRIP como "voz de trovão" que declama Patativa do Assaré.

Poesia e cantigas com "cheiro de terra, mato e fulô", é uma das atrações do 13º Língua Viva de hoje, que acontece em paralelo ao evento, e o Fórum Temático, às 14h e 16h, com entrada é gratuita. Às 19h, o Poeta e Escritor Antônio Cicero/ RJ, discutirá ? Fernando Pessoa: poesia e razão.

Lília Diniz é maranhense, nascida no povoado de Creoli do Bina, Município de Tuntum-MA. Faz teatro desde 1992 e escreve poesias desde 1995, costuma dizer que foi alfabetizada (tanto nas letras como no meio artístico) pela literatura de cordel e pelos repentistas.

Desenvolve pesquisa constante em cultura popular, circulando por vários eventos ligados à temática e tem três títulos publicados: Babaçu, Cedro e outras poéticas em Tramas, Miolo de Pote da Cacimba de Beber(4ª Ed) e Ao que vai chegar.

Circula em vários estados brasileiros com o espetáculo poético musical chamado: Miolo de Pote em Cantigas e Versos. No qual canta e interpreta poemas de sua autoria e de outros poetas populares como Patativa do Assaré e Louro Branco. Passeiam pelos versos de Lília Diniz as lavadeiras, as quebradeiras de coco e um cheiro de mato que permeia toda a obra.

Fonte: Assessoria