Luana Piovani sobre Dado Dolabella: "Quanto mais a gente mexe, mais fede"

Luana explica o motivo de ter se calado sobre o ex-noivo Dado Dolabella, a quem acusa por agressão

Luana Piovani foi assunto nas revistas de três jornais do Rio neste domingo (7), por conta do lançamento do filme "A Mulher Invisível", que entrou em cartaz na sexta-feira (5) em todo o País.

À revista "Canal Extra", Luana explica o motivo de ter se calado sobre o ex-noivo Dado Dolabella, a quem acusa por agressão. ?Merda quanto mais a gente mexe, mais fede. As palavras são de prata e o silêncio, de ouro. Tem horas que você precisa se calar. É melhor para todo mundo?, afirma.

Na revista "Domingo", do Jornal do Brasil, Luana assume que não tem nada de parecido com o conceito de mulher ideal proposto no filme de Claudio Torres. ?Invisível, invisível mesmo, eu nunca fui?, conta a atriz, que afirma que o filme deu novo gás à sua carreira. ?Este trabalho deu um foco na minha vida profissional e, ao mesmo tempo, me fez decidir ter minha vida pessoal de volta. Perdi a mão, as coisas desandaram?, confessou.

Já à revista "Tudo de Bom", do jornal "O Dia", ela revela que já sofreu dor de cotovelo como a vivida pelo personagem de Selton Mello no filme. ?Não naquele nível, mas já tive dor de cotovelo. E dói. Dor de coração é uma dor física?, conta.

Fonte: Quem, revistaquem.globo.com