Luciano Huck: "Já teria uns dez filhos fora do casamento. Arrumaram vários"

Apresentador comenta sobre as notícias ao redor de seu casamento e conta novidades sobre o "Caldeirão" para 2014

Luciano Huck anuncia novidades para 2014. Em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo", apresentador do "Caldeirão" diz que vai sair "da zona de conforto" e mudar radicalmente seu programa, no ar na Globo há 14 anos e com mais de 700 programas já exibidos.


Luciano Huck:

"O que começa em abril é um projeto trabalhado há nove meses. O brasileiro teve o direito de começar a melhorar a sua vida da porta para dentro, cuidando da sua casa. O "Caldeirão" surfou nesse universo. Agora, o brasileiro quer que a vida melhore da porta para fora, quer hospital melhor, educação melhor, está mostrando isso nas ruas. Vamos abrir o escopo do programa. Teremos quadros focados em personagens que agem pensando no coletivo", explica o apresentador, que afirma não ser assistencialista e não gostar de fazer "drama com o sofrimento alheio".

Para 2014, Luciano conta que mudou a equipe - de 20 pessoas que trabalhavam diretamente com ele, só sobraram 10 - e agora a atração terá mais games no palco e menos choro. "Ninguém quer namorar um cara que só te faz chorar, tem que te fazer de rir." Segundo ele, a emissora nunca cobrou números de audiência.

Durante a entrevista, Luciano ainda diz que vendeu todos os empreendimentos para se tornar apresentador, tais como hotel, academia e restaurante, pois queria viver de televisão e fala que foi o primeiro investidor do "Porta dos Fundos". "Eles tinham a ideia, mas não tinham grana para começar. Mas eles que tocam, não tenho nada a ver com aquilo. [...] Se ficar limitado aos muros do Projac (central de estúdios da Globo, no Rio), você vai emburrecendo". Sem pretensões de ingressar na carreira política e amenizando as comparações ao Fausto Silva, ele garante que em 2014 vai sossegar a imagem e participar de menos campanhas publicitárias.

Luciano fala também sobre a quantidade de amigos famosos, mas assegura que é cercado por anônimos. "Gosto de gente, tanto faz se for o cara da periferia ou se é o presidente da República. Você conhece meus amigos famosos, mas tenho inúmeros que não são. [...] O que não tenho é paciência com gente chata", avalia ele.

Sem se importar com o assédio dos fãs nas ruas, Luciano só se sente incomodado quando as pessoas pedem para ver os filhos Joaquim, de 9 anos, Benício, de 6, e Eva, de 1. "Trabalho com TV, você deixa de fazer algumas coisas nas ruas se não tiver a fim de atender as pessoas, mas não sou assim. Vou a shopping, teatro... Fico um pouco arredio quando estou com as crianças. A pessoa pede: "Posso ver seus filhos?". Não, não é vitrine [risos] Tenho ciúme das crianças.[risos]", explica ele, que ainda comenta sobre a educação dos filhos. "A infância dos três é muito diferente da minha e da Angélica, em questão de grana e conforto. Como educar? Para meus filhos saírem dando carteirada com 16 anos é fácil. Minha preocupação é passar os valores certos".

Sempre discreto e com poucas palavras quando o assunto é vida pessoal, o apresentador também aproveita o bate-papo com o jornal para comentar sobre os rumores de que teria tido filhos fora do casamento com Angélica. "Leio, sou curioso, mas não me importo [com fofocas]. Se fosse levar a sério, já teria uns dez filhos fora do casamento [risos]. Arrumaram vários [filhos]. A mim incomodou zero, mas se incomodasse minha mulher, eu ficaria muito incomodado", diz ele que não se importa, mas também não gosta do assunto. "Falam que você tem um filho com alguém que você não conhece e a pessoa que dizem que é a mãe não desmente. Vou me divertir como? Gostoso não é, mas faz parte".

Fonte: IG