Macaca ganha aquecedor para combater frio

Macaca ganha aquecedor para combater frio

Bonga só é simpática com os tratadores homens

Um aquecedor e vários cobertores foram colocados à disposição da macaca Bonga, moradora do zoológico de Niterói, na Região Metropolitana. No inverno, a macaca da espécie nemestrina, de 50 anos, sente muito frio e precisa de cuidados especiais.

De acordo com a diretora do zoológico, Giselda Candiotto, Bonga recebe muito mais do que os cuidados necessários. "Ela é mimada. É muito paparicada, principalmente pelos tratadores homens do zoológico", conta Giselda. Sua alimentação é à base de espiga de milho, ovo cozido, folhas e mamadeira de vitaminas.

Bonga também é famosa por ser simpática com os homens e por não gostar da aproximação de mulheres. "Ela levanta a sobrancelha, faz bico e ameaça atacar qualquer mulher que se aproxime da jaula", conta a diretora.

Quem for ao zoológico não vai encontrar Bonga ao lado dos demais animais em exposição. Isto porque ela precisa ser monitorada, em uma jaula pequena. Segundo a diretora do zoológico, ela não pode ficar em exposição, pois recebe tratamentos diários. "Às vezes, ela tem febre e por causa da idade sente muito frio", afirma Giselda.

A macaca chegou ao zoológico de Niterói em 1997, após a desativação do Bwana Park, em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio.

Fonte: g1, www.g1.com.br