Mãe é presa por deixar bebê em sanitário

Bebê está internado na UTI da Santa Casa e não corre risco de morrer

Uma mulher foi presa, neste domingo (13), depois de abandonar um recém-nascido no vaso sanitário de um posto de combustível, na BR-050, perto do trevo de entrada da cidade de Araguari (MG). Segundo informações da Polícia Militar, ela saiu de São Paulo e seguiria, com outro filho de 4 anos, em um ônibus para Tauá (CE). De acordo com o Conselho Tutelar da cidade, a mãe deu à luz o bebê no banheiro do estabelecimento, durante o intervalo da viagem, e voltou ao ônibus sem a criança.

O bebê está internado na Unidade de Terapia Intensiva Neo-Natal da Santa Casa de Araguari, mas não corre risco de morrer.

"A informação que nos chegou foi a de que uma outra mulher encontrou a criança ao tentar usar a mesma cabine do banheiro. Ela se deparou com a criança submersa na água no vaso sanitário. O recém-nascido estaria com a cabeça para baixo e com o cordão umbilical rasgado", disse a conselheira tutelar Maria Isabel Nonato.

Ela afirmou ainda que a polícia e os bombeiros foram chamados para identificar a mãe e socorrer o recém-nascido. "A mãe foi encontrada dentro do ônibus, onde recebeu voz de prisão em flagrante. Ela começou a passar mal e foi levada para o Hospital de Pronto-Socorro da cidade e transferida para a Santa Casa de Araguari, onde está sob escolta policial", disse Maria Isabel.

A conselheira tutelar conversou com a mãe do recém-nascido e com o pai da criança. "Ela me pareceu fria, mas não podemos fazer qualquer julgamento até sabermos se ela teve algum problema psicológico. Só uma avaliação técnica vai poder esclarecer o que aconteceu", afirmou Maria Isabel.

O pai, ao ser informado por telefone sobre o ocorrido, teria entrado em estado de choque e viajou nesta segunda-feira (14) para Minas Gerais. "Segundo informações passadas por ele, o pré-natal indicava uma gestação de cinco meses e a viagem da gestante para Ceará estava programada. Apesar disso, o laudo médico indica que a criança nasceu com mais de três quilos e cerca de 38 semanas, ou seja, nasceu com mais de oito meses de gestação", disse a conselheira tutelar.

Maria Isabel disse que vai esperar a chegada do pai para saber quais procedimentos serão adotados sobre a guarda do bebê e do filho de 4 anos, que estava com a mãe no momento da prisão. O menino permanece sob cuidados do Conselho Tutelar de Araguari.

Fonte: g1, www.g1.com.br