"Malhação" tem a pior audiência da década

"Malhação" tem a pior audiência da década

As opiniões dos jovens se dividem: uns se identificam com a trama, outros acham o formato desgastado.

No começo, era uma academia, que virou colégio, que mudou de direção e de dono. Recentemente, mudou também de lugar e de nome.

Em 15 anos, "Malhação" passou por diversas modificações para se adaptar ao gosto das várias gerações que acompanharam o programa de dramaturgia mais longo da TV brasileira.

Pedro Carrilho/Folha Imagem

RIO DE JANEIRO 11-05-2010: Fiuk, o Bernardo da Malhacao, no Projac. Ele eh protagonista da atual temporada do programa, que completa 15 anos. ILUSTRADA (Pedro Carrilho / Folha Imagem).

Fiuk, o Bernardo da "Malhacao", é o atual protagonista da novela, que completa 15 anos

As opiniões dos jovens se dividem: uns se identificam com a trama, outros acham o formato desgastado.

"São sempre as mesmas histórias insossas", reclama Mário Cesar dos Anjos, 19.

"Fazer uma história nova, diferente de todas as que já foram feitas, dá muito trabalho", justifica Ricardo Hoffstetter, atual autor da novela.

Mesmo assim, o "excesso de clichês" incomoda o estudante Francisco Vitelli Maciel, 17, que acompanha o programa há sete anos.

Ele enumera: "O bonzinho que namora a mocinha. A mocinha que fica com o carinha mau para transformá-lo em bom. A novinha que fica grávida. A protagonista que tem uma irmã má".

Alheia à opinião da mãe, que não gosta quando homossexualidade ou sexo são abordados, Gabriela de Jesus, 13, diz que o programa é "a novela teen do momento".

"Não conheço um adolescente que não assista a "Malhação"", diz ela, que adora as calças coloridas de Fiuk.

Para o professor de psicologia da PUC-SP Miguel Angelo Yalente Perosa, essa empolgação é resultado de pesquisas nas quais a novela se baseia para atingir os jovens. "As questões levantadas dão ibope", afirma.

Ibope, aliás, é uma preocupação. A audiência vem caindo desde 2004, quando atingiu 31,7 pontos de média. Hoje, a novela amarga a pior audiência da década --18 pontos de média até 26 de maio. Cada ponto equivale a cerca de 60 mil residências na Grande São Paulo.

Ambientada, atualmente, em um colégio --o Primeira Opção--, "Malhação" se tornou também uma espécie de escola para jovens atores.

Carolina Dieckmann, Débora Falabella, Daniel de Oliveira, Cauã Reymond, Fernanda Vasconcellos, Thiago Rodrigues e Nathalia Dill estão entre os nomes que passaram pela atração.

A autora e atriz Maria Mariana, 37, escreveu "Malhação" nos anos 90, após lançar o livro "Confissões de Adolescente" (ed. Agir).

Para ela, o desafio da novela é ter atores que já não venham com clichês. "A maioria já vem com um jeitinho "Malhação" de ser", brinca.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br