Mari Alexandre relembra vergonha dos seios fartos na adolescência

Aos 18 anos, Mari Alexandre era tão tímida que interrompeu sessão de fotos para a "Playboy" - primeira revista a despir a modelo - e correu para casa

Os seios fartos de Mari Alexandre foram sua marca registrada nos anos 90, quando ela se consolidou como um dos maiores símbolos sexuais do Brasil. Hoje, 20 anos depois, o que pouca gente sabe é que seus premiados atributos já foram motivo de vergonha na adolescência. Ir à praia de biquíni, por exemplo, era uma missão quase impossível para Mari, que costumava lançar mão de uma camiseta para não chamar atenção.

"Com 13 anos, eu já tinha seios enormes e corpão. Aliás, tenho tudo "ão": corpão, coxão, bundão (risos)! Morria de vergonha e só conseguia ir à praia de camiseta. Mas foram meus seios e minha cinturinha que me ajudaram a fazer sucesso, né?", relembrou a modelo nos bastidores do ensaio para o Paparazzo.

Aos 18 anos, Mari Alexandre era tão tímida que interrompeu a sessão de fotos para a "Playboy" - primeira revista a despir a modelo - e correu para casa, certa de que jamais seria convidada para posar nua. "Eu nem tinha tirado a roupa ainda e já caí quase desmaiada quando encostei em uma pilastra. O fotógrafo era superbonito, não conseguiria tirar a roupa na frente dele. Pensei: "Ferrou, não faço mais, minha chance passou"", contou. Ledo engano, Mari.



O ensaio para o Paparazzo vai ao ar no sábado, 31.

Fonte: EGO