MEC prevê que quase 2 mil terão direito a refazer provas do Enem

MEC prevê que quase 2 mil terão direito a refazer provas do Enem

Exame deve ser reaplicado entre fim deste mês e início de dezembro.

A assessoria do Ministério da Educação (MEC) informou na manhã desta segunda-feira (8) que prevê que pouco menos de 2 mil pessoas tenham direito a refazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), devido a erros na impressão de cadernos de prova e cartões de resposta. Segundo o MEC, o exame deve ser reaplicado para essas pessoas entre o fim de novembro e o começo de dezembro de 2010.

O MEC também informou que, devido aos problemas com o Enem, o ministro Fernando Haddad desistiu de fazer a viagem que estava programada para esta semana em Moçambique, na qual acompanharia o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula embarcou para Maputo, capital de Moçambique, na manhã desta segunda.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) deve receber ainda nesta segunda-feira o relatório de aplicação das provas, que indicará possíveis prejudicados no exame, realizado no último final de semana.

O presidente do Inep, Joaquim José Soares Neto disse neste domingo (7) que o órgão vai abrir na quarta-feira (10) uma página na internet para reclamações de estudantes que se sentiram prejudicados com os erros no caderno de respostas do primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O espaço funcionará até o dia 16.

Fonte: g1, www.g1.com.br