Menino atacado por porco estaria brincando com filhote

Ele teve ferimentos na face, fraturas, perda de dentes, lesão nos braços e no tórax

O menino de 4 anos atacado por um porco, na segunda-feira (10), em Espumoso (RS), teria sido mordido enquanto brincava com filhotes do animal no sítio onde mora com a família. O relato é de funcionários do hospital em que a criança recebeu os primeiros atendimentos e de um funcionário da Prefeitura de Espumoso. Segundo a assessoria de imprensa do hospital onde a criança está internada, em Passo Fundo (RS), os pais estão muito abalados e não querem comentar o assunto.

?Ele foi atacado por volta das 16h30 de segunda-feira, em um sítio onde mora no interior do município de Espumoso. O menino, de 4 anos, e a irmã, de 7 anos, brincavam juntos com os porcos em casa. Quando o menino se aproximou de um filhote, a porca atacou. A irmã não teve ferimentos, mas desmaiou ao ver o menino ser atacado?, afirma a Irmã Marisa Martinelli, enfermeira do Hospital São Sebastião Notre Dame, com base no relato da mãe das crianças.

Irmã Marisa participou do atendimento ao menino logo que ele chegou ao hospital. ?Ele teve ferimentos na face, fraturas, perda de dentes, lesão nos braços e no tórax, além de hematomas pelo corpo", diz. A criança foi socorrida pela mãe e por um homem que passava de carro pela região. Apenas quase três horas após o ataque o menino conseguiu chegar ao hospital, quase 50 km distante da casa da família, segundo a enfermeira.

A também enfermeira Irmã Luciane Mucelini auxiliou no preparo da criança para a transferência ao Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo (RS), onde o menino permanece internado. "Ele chegou ao hospital com muitos hematomas, mordidas, sangramentos, principalmente na boca, e em estado bastante grave?, afirma ao G1.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital São Vicente de Paulo, a criança permanece em estado grave, nesta quarta-feira (12). O menino está internado no Centro de Tratamento Intensivo, com fratura no braço direito, lesões na face, principalmente na boca, e lesões em membros superiores, especialmente no tronco.

A criança está em ventilação mecânica, com sedação e analgesia. Ele recebeu vacinação e soro antirábico, e será submetido a um procedimento cirúrgico ainda nesta quarta-feira.

Cidade mobilizada

Em contato constante com o hospital em Passo Fundo onde o menino está internado, Seu José Moraes é um dos responsáveis por informar moradores da cidade de Espumoso sobre o estado de saúde do garoto.

"Eu já liguei hoje de manhã e sei que ele está em estado grave. Muitas pessoas me procuram aqui na prefeitura para saber como o menino está. Como morei no interior por algum tempo, conheço muitas pessoas lá", diz Moraes, funcionário da Prefeitura de Espumoso.

Segundo relatos que ouviu de vizinhos, a criança estaria brincando em casa quando foi atacada pela porca. "Ela ainda amamenta os filhotes, então acredito que tenha sido uma tentativa de defendê-los", afirma.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br