Mesmo com quadro estável, médicos optam por manter Alencar na UTI

Ex-vice-presidente está consciente e conversa com equipe médica.

Os médicos que atendem José Alencar disseram que o objetivo deles nesses dias vai ser priorizar o conforto do ex-vice-presidente. O estado de saúde dele permanece estável neste sábado (12). Alencar continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo. Ainda não há previsão de transferência para um quarto.

O oncologista Paulo Hoff, que acompanha Alencar no hospital, disse que os exames de sangue comprovaram que não houve alterações nos últimos dois dias. ?Ele está estável, não houve nenhuma modificação significativa nas últimas 48 horas, está consciente, com seus familiares e continua recebendo tratamento para esses problemas.?

Alencar está internado desde quarta-feira (9) por causa de uma perfuração no intestino. Ele luta há anos contra um câncer no abdômen. Hoff disse que os médicos discutiram sobre a transferência para o quarto. ?Na realidade, ele apresenta uma estabilidade que até já nos fez discutir a possibilidade de levá-lo ao quarto. Mas, no final, nós optamos, por uma questão de conveniência, de acompanhamento e até de segurança, por mantê-lo pelo menos por enquanto na UTI?, disse.

O médico afirmou que não há previsão para reiniciar a quimioterapia, suspensa há mais de uma semana. ?Nesse momento, o foco é o tratamento do problema que o trouxe, da perfuração. Não temos previsão de iniciar qualquer tipo de quimioterapia?, disse. Hoff contou que o ex-vice-presidente está acompanhado da esposa na UTI. ?Ele é um lutador, está acordado e conversa com toda a equipe médica e de enfermagem.?

Alencar está interessado, segundo o médico, em acompanhar o jogo da Seleção Brasileira sub-20, que enfrenta o Uruguai na madrugada deste domingo (13) na tentativa de garantir a vaga para as Olimpíadas de 2012. ?Ele sempre torce pelo Brasil?, concluiu.

O ex-vice-presidente havia deixado o hospital no último dia 25 de janeiro para ser um dos homenageados no aniversário de São Paulo, depois de 33 dias de internação. Ele se encontrou na ocasião com a presidente Dilma Rousseff, que entregou a medalha de 25 de Janeiro, no prédio da Prefeitura de São Paulo. No dia seguinte à solenidade, ele recebeu uma autorização da equipe médica do hospital para permanecer em casa. A presidente Dilma já visitou Alencar nesta semana.

Fonte: g1, www.g1.com.br