MG: Defesa Civil confirma 10 mortes por causa das chuvas

MG: Defesa Civil confirma 10 mortes por causa das chuvas

Uma mulher de 80 anos morreu soterrada na noite de terça-feira em Barbacena

As chuvas que atingem Minas Gerais desde outubro provocaram mais quatro mortes na madrugada desta quarta-feira. Três vítimas - uma mulher de 35 anos e seus dois filhos - estavam em uma casa soterrada por uma encosta que caiu na cidade de Lajinha, na Zona da Mata Mineira. A quarta morte ocorreu na cidade de Ponte Nova, também na Zona da Mata.

As vítimas de Lajinha foram identificadas como Maria Rosângela do Carmo e seus filhos Wendel Riam do Carmo, 2 anos, e Eduarda Vitória Barros, 5 anos. O barranco tinha aproximadamente 30 m de altura por 50 m de largura e cedeu devido à chuva forte. A terra atingiu totalmente a casa de quatro cômodos. Além das vítimas fatais, o pai das crianças - identificado como Agnaldo de Oliveira Barros, 33 anos -, que estava na residência, foi retirado com vida. Vizinhos relatam que a mãe e as crianças ficaram durante várias horas soterradas e só foram resgatadas após trabalho dos bombeiros com uma retroescavadeira.

Segundo os Bombeiros, o deslizamento de Ponte Nova ocorreu por volta de 0h40, no bairro de Fátima. Uma encosta desabou sobre o quarto onde Antônio Caetano da Silva, 73 anos, dormia. O idoso foi retirado dos escombros sem vida pela Defesa Civil. A residência foi interditada e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade.

O Estado de Minas Gerais já registra dez mortes desde o início do período chuvoso, em outubro. A Zona da Mata é a região com o maior número de vítimas fatais, ao todo oito pessoas.

Na noite de terça-feira, uma mulher de 80 anos morreu soterrada em Barbacena, na Zona da Mata de Minas Gerais, depois que um muro de contenção caiu em parte da casa onde ela residia. Efigênia Rosária chegou a ser socorrida para a Santa Casa do município, mas morreu no hospital. Outras três pessoas - uma mulher de 57 anos e duas crianças de 2 e 3 anos - estavam na casa e também foram soterradas. As vítimas foram levadas com ferimentos para a Santa Casa, onde estão internadas.

De acordo com a Defesa Civil, várias cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, da Zona da Mata e das regiões sul e leste do Estado estão em alerta devido à previsão de fortes temporais. Em Guaraciaba, o rio Piranga transbordou na madrugada desta quarta-feira e alagou algumas ruas da parte baixa da cidade. Já em Governador Valadares e outros municípios do leste do Estado, a Defesa Civil acompanha o nível do rio Doce para retirar, caso seja necessário, as famílias que moram às margens.

Fonte: Terra, www.terra.com.br