Minissérie "Dalva e Herivelto" recebe tratamento de cinema

Minissérie de cinco capítulos de Maria Adelaide Amaral que a Globo exibe a partir do dia 4 de janeiro

Minissérie "Dalva e Herivelto" recebe tratamento de cinema

Pop Tevê"Dalva e Herivelto, Uma Canção de Amor" - minissérie de cinco capítulos de Maria Adelaide Amaral que a Globo exibe a partir do dia 4 de janeiro - ainda nem estreou, mas suas gravações já acabaram há algum tempo. É que, para levar ao ar um produto com tratamento de cinema, é preciso se esmerar bastante. E muito tempo antes de estrear. Foi o que a equipe de cenografia da Globo fez ao reconstituir a antiga Rádio Nacional dos anos 40 em um estúdio do Projac - complexo de produções da emissora localizado em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio. "É difícil preservar os locais antigos. Mas foi feito um trabalho fantástico de cenografia e de computação gráfica", elogia Dennis Carvalho, diretor de núcleo, durante uma das gravações da produção.



O "Trio de Ouro": Maurício (Nilo Chagas), Dalva (Adriana Esteves) e Herivelto (Fábio Assunção)

Na gravação em questão, Dennis dirige a cena em que o "Trio de Ouro", formado por Dalva de Oliveira, Herivelto Martins e Nilo Chagas - representados, respectivamente, por Adriana Esteves, Fábio Assunção e Maurício Xavier - faz uma de suas constantes apresentações na Rádio Nacional. Entre um "gravando" e outro, o diretor orienta os três a olharem para a plateia, formada por 285 figurantes caracterizados com roupas da mesma década, e a interagirem com ela. "Fabinho, olha para o show!", grita Dennis para Fábio Assunção, que no intervalo da gravação aproveita para devorar um saquinho de pão de queijo e ainda oferecer para uma das produtoras.

Depois da "refeição", Fábio volta a gravar. E, ao lado dos companheiros de cena Adriana e Maurício, incorpora Herivelto. Mais uma vez seguindo as ordens de Dennis, o trio canta as músicas: "Rainha do Mar" e "Não Me Conheço Mais". "É impressionante como essas músicas ficam na cabeça da gente", admite Dennis, ao cantarolar trechos de "Rainha do Mar". Logo em seguida, ele parte para a gravação de outra cena: a da cantora Emilinha Borba, interpretada por Soraya Ravenle, que é ovacionada pelo público ao cantar "Se Queres Saber". "Fãs de Emilinha, aplaudam!", ordena o diretor aos figurantes.

Depois de gravar as cenas de palco, Dennis parte para a gravação nos bastidores do local. É nela que Dalva, em outro fase da vida, sai do palco em trabalho de parto, com a ajuda de Herivelto e Francisco Alves, interpretado por Fernando Eiras, e dá de cara com Doutor Juvenal e Margot, vividos, respectivamente, por Luca de Castro e Leona Cavalli. É nessa hora que Dalva é apresentada a eles e, logo em seguida, levada ao hospital para dar à luz. "É aí que o Herivelto aproveita para dar uma olhada na Estela", adianta Dennis, referindo-se à corista vivida por Ellen Roche.

Vestida com trajes mínimos, Estela rebola na frente de Herivelto, que arregala os olhos safados para a sensual moçoila. "Está sendo muito divertido gravar essa minissérie e fazer o Herivelto. Ainda mais com esse elenco e com a Adriana, que é uma grande amiga", elogia Fábio, sendo imediatamente complementado por Adriana. "Somos amigos e compadres. Por isso é tão bacana participar desse projeto. Nossas cenas de amor estão lindas", garante Adriana.

No intervalo, Adriana diverte-se com uma pasta que montou com fatos e fotos da biografia de Dalva de Oliveira. "Olha essa foto dela, Fabinho! Vou tentar fazer igual...", brinca, observando um retrato em que a famosa cantora faz caras e bocas para a câmara. "Quando soube que seria a Dalva, passei a pesquisar tudo sobre ela e montei esse material. O Dennis até brinca comigo: larga essa pasta, Adriana!", conta a atriz, às gargalhadas.

Fonte: AE/G1