10 ensinamentos da cabalá que mudaram a vida de Madonna

E como tudo que Madonna faz vira moda, uma lista de celebridades foi conferir o mistério

Você já deve ter visto a cena: Madonna entrando e saindo em centros de estudos da cabalá (essa é a grafia e a pronúncia corretas, não cabala, como se divulgou por aí) em Israel ou nos Estados Unidos, onde ela mora. E como tudo que Madonna faz vira moda, uma lista de celebridades foi conferir o mistério.

As atrizes Gwyneth Paltrow (amiga íntima da cantora) e Demi Moore, a estilista Donna Karan, o cantor Mick Jagger e Britney Spears, a ex-modelo Jerry Hall são só alguns dos reluzentes nomes que entraram e nunca mais saíram desses centros. A cabalá, sabe-se hoje, é febre mundial também entre desconhecidos. Confira 10 "ensinamentos" do Kabbalah Center (frequentado por Madonna) que fizeram dessa filosofia uma das mais procuradas do momento:

1) Tirando todos os seus bens materiais, seu dinheiro, seu estudo e suas realizações, o que resta é o que você é. Pense nisso hoje. O que você é, em essência?

2) Quando você deseja alguma coisa, o universo lhe ajuda a chegar lá, sem selecionar pensamentos positivos ou negativos. Por isso, cuidado com o que você deseja.

3) Não devemos nos satisfazer com o bem que fazemos dentro da nossa natureza, devemos nos motivar a fazer aquilo que está além da nossa natureza.

4) Muitas pessoas ficam atoladas na escuridão. Mas há também os que ficam atolados na Luz. Ficamos contentes por estar em um "bom lugar" e não nos esforçamos para seguir em frente. É preciso subir sempre.

5) Estamos nesta vida para crescer constantemente, e nossa meta deve ser deixar este mundo sendo uma pessoa melhor do que a que entrou.

6) Achamos que as metas que definimos são o objetivo, mas o verdadeiro objetivo é o processo e a transformação pela qual passamos.

7) Concentre-se totalmente em ver suas situações negativas como oportunidades positivas. E deixe que pensamentos positivos dominem sua mente.

8) Hoje, pondere suas palavras antes de permitir que elas saiam da sua boca. Cinco segundos de reatividade podem destruir uma amizade de dez anos.

9) Não leve tudo para o lado pessoal. Você não é o centro de tudo que acontece. Quanto mais você conseguir domar sua forma de pensar egocêntrica mais feliz você será.

10) Seja paciente consigo mesmo se você não estiver onde gostaria de estar. Lembre-se: há um processo.

Comece a mudar

Para começar a revolução pessoal, Cecilia Ben David, coordenadora pedagógica do Centro da Cultura Judaica de São Paulo, dá as 4 chaves para a mudança:

1)Emuná (crença) - Você deve acreditar que pode mudar

2) Ratson(vontade) - Você deve extrair forças da sua própria vontade

3)Avodá (trabalho) - Você deve praticar um programa de introspecção

4)Oneg (prazer) - Você deve sentir alegria do sucesso

Fonte: Terra, www.terra.com.br