9 passos que curam o amor

Não deixe o sexo para depois, tome aquele banho.....

1. Resolvam juntos os problemas

Apesar dos seus esforços, a relação só terá chances se ambos desejarem resgatá-la. "A primeira atitude do casal deve ser entender o que aconteceu. Caso contrário, as mesmas brigas voltarão", diz o psicólogo paulista Ricardo Maluf. Nessa etapa, é importante cada um encontrar sua parcela de responsabilidade e, acredite, ambos as têm. Depois, liste objetivos para a relação. "O maior erro nessa fase é dizer "você arruma isso que eu lido com aquilo". Os problemas precisam ser resolvidos a dois."

E lembre-se: se queremos ver mudanças, temos que começar por nós mesmas, dar o primeiro passo.

2. Seja a melhor amiga dele

Reflita sobre as características de uma amiga ideal e procure sê-la para seu parceiro. Festeje as conquistas dele, seja compreensiva nas horas difíceis, duplamente forte quando ele precisar de ajuda, apóie os sonhos do gato. Reforce a cumplicidade do casal, crie sinais que só vocês entendam (ex: uma piscadela para indicar que os cabelos dele estão despenteados). Deixe-o perceber que a tem como aliada, podendo sempre contar com você. Não é à toa que a Bíblia diz que a mulher sábia edifica a sua casa (Provérbios 14:1).

3. Não descarregue nele suas frustrações

Seu companheiro não é o culpado pelas três horas que você ficou presa no trânsito e muito menos por aquela cólica de fazer chorar. Não transforme o fato de ele gostar de você em justificativa para o rapaz ter de tolerar eventuais hostilidades. Está estressada? Converse a respeito. Diga precisar de colo e inverta uma situação negativa em um momento de cumplicidade e amor.

4. Espere sempre o final das frases

"Os seres humanos pensam muito mais depressa do que falam", diz Richard Carlson, no guia Não Faça Tempestade Para Casais (Ed. Rocco - R$ 27,50). Isso significa que, não raro, entendemos o que o outro quer dizer com antecedência. E aí está o perigo: achar que já sabe as intenções da fala do parceiro faz com que se distraia e pare de ouvi-lo, o que abre espaço para o erro fatal de interpretar mal a mensagem dele! Portanto, escute -de verdade - seu companheiro. Isso a ajudará a melhorar a convivência e a conhecê-lo melhor.

5. Programem-se para fazer coisas juntos

Conselho frequente para se ter um relacionamento bem-sucedido é que cada um reserve tempo para si. O problema é quando, de tão independentes, vocês acabem por só compartilharem a rotina do casal. É importante ter tempo para si, mas é igualmente necessário encontrar espaço para diversão a dois. Pode ser um passeio de bicicleta, o preparo de uma receita mais elaborada, um jantar naquele restaurante que vocês adoram... O importante é compartilhar experiências

6. Mais atenção às qualidades dele

Ao invés de se concentrar nos pontos negativos do parceiro, preocupando-se e reclamando, procure notar as qualidades de sua alma gêmea. Experimente elogiá-lo uma vez por semana - "Sabia que eu adoro a cor dos seus olhos?". Acredite: ele não tem a mínima idéia do quanto é amado e admirado. E, de quebra, você ainda o estimula a alcançar seus sonhos. Que tal abençoá-lo antes dele sair para trabalhar: "Tenha um dia de vitórias, meu amor!"

7. Saiba quando discutir e quando perdoar

Uma relação pode se desgastar porque discutimos tudo o que nos incomoda. Talvez por excesso de zelo - afinal, é preciso ajustar as diferenças para que não virem um bicho-papão com o tempo - mencionamos cada prato mal lavado. Esquecemos, no entanto, que há uma outra alternativa: o perdão. Quantas das suas manias também não são irritantes? Perdoar não significa passar por cima de seus sentimentos, mas colocá-los em perspectiva e, após certa reflexão, superá-los.

Quando estiver muito irritada por causa de alguma atitude dele, respire fundo e reflita sobre a real necessidade de discutir sobre isso. Se você deixar a raiva passar, poderá encontrar uma maneira mais gentil e amorosa de falar com ele sobre o assunto.

8. Não ignore nem extrapole suas dúvidas!

"Acredite em sua insatisfação e na raiva que estiver sentindo do parceiro. São indicadores de que ele também precisa agir", diz o psicoterapeuta Robert Mark Alter, autor de Seu Casamento Agradece (Ed. Gente - R$ 29,90). Deixar para lá as preocupações só abre espaço para que as danadas cresçam mais. Exponha suas incertezas e dê ao companheiro a chance de desfazê-las. Ou, então, trabalhe-as internamente - pode ser que sejam mero reflexo do seu cansaço.

9. Cultive o sexo

É fato que com o passar do tempo e os problemas acumulados o casal vai deixando o sexo para depois. Mas esse é um grande erro. Cultivar o sexo e a intimidade ajuda o casal a se unir e fortalecer para enfrentar os desafios juntos.

Está sem vontade de transar? Tome um banho gostoso, passe bastante hidratante, abuse daquele perfume que ele adora e vista uma lingerie sensual. Sentindo-se poderosa e com o desafio de seduzi-lo, você estará motivada para uma noite gostosa de amor.

Fonte: AE