Saiba escolher o tipo correto de sabonete para a região íntima

Saiba escolher o tipo correto de sabonete para a região íntima

O mais importante é que a mulher entenda que a região íntima precisa, sim, de cuidados especiais.

Assim como outras partes do corpo, a região íntima também demanda cuidado e atenção especial na higienização. Além da periodicidade da limpeza, é importante escolher os produtos corretos e ideais para essa finalidade. Há no mercado diversos tipos de sabonetes e inúmeras indicações. Essa diversidade de produtos e a falta de informação sobre o assunto pode confundir as mulheres nessa escolha. É muito comum receber no consultório dúvida de pacientes em relação aos diferentes tipos de sabonete e seus benefícios.

De acordo com o Guia sobre Higiene Íntima, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), a escolha das mulheres deve levar em consideração produtos que respeitem o pH ácido da região íntima, que previnem a proliferação de bactérias, ajudando a evitar infecções e odores.

Tipos de sabonete

A região íntima é bastante delicada e sensível, e os sabonetes íntimos são produtos testados, indicados exclusivamente para essa área. A melhor opção são os produtos hipoalergênicos, apropriados para a higiene íntima, que reduzem a chance de ocorrência de quadros irritativos. Deve-se dar preferência aos líquidos, com pH ácido (pH entre 4,2 e 5,6)1 e que produzam pouca espuma.

Os sabonetes comuns, por outro lado, têm pH alcalino, que não é recomendado para o ambiente natural da região íntima. Para se ter uma ideia da alcalinidade, os sabonetes líquidos comuns possuem pH entre 7 e 8, já os em barra ficam entre 9 e 10. Produtos desse tipo podem prejudicar o manto ácido cutâneo que serve como proteção contra germes que podem desencadear irritações e coceira1. O uso inadequado e contínuo de sabonetes alcalinos pode agredir o ambiente sensível da região íntima. Além disso, sabonetes em barra, por serem manuseados por diferentes pessoas, podem promover contaminações e trocas de bactérias entre pessoas.

Por último, outro tipo de produto que é usado pelas mulheres e que gera dúvidas são os sabonetes bactericidas, que em geral, têm pH entre 11 e 12, extremamente alcalinos1. Ser bactericida nem sempre é bom, pois a região vulvar é colonizada por bactérias que fazem o equilíbrio do ecossistema e, portanto não deveriam ser exterminadas. Em tese, a remoção acentuada das bactérias poderia levar a um aumento na seleção, por competitividade e facilitar o crescimento de microrganismos mais resistentes aos antibióticos 2. Além disso, deve-se evitar produtos que contenham substâncias antissépticas (como triclosan e clorexidina) porque a higiene é apenas para remover resíduos e não deve atacar a flora natural da região íntima.

Manutenção da higiene

Prestando atenção a essas diferenças e entendendo a importância de escolher corretamente o sabonete que será usado na região íntima, grandes são as chances de manter o equilíbrio do corpo e da intimidade feminina. Cuidados como esses são indispensáveis para a prevenção de infecções, corrimentos e coceiras na região genital.

Também não pode esquecer que a higienização deveria ser feita pelo menos uma vez ao dia em climas mais amenos e de uma a três vezes ao dia em temperaturas mais quentes. Os lenços umedecidos são úteis para a higiene fora de casa, mas a sua aplicação deve ser suave e o uso não deve ser abusivo para não remover a camada protetora da pele. Os lenços hipoalérgicos com pH ácido, especiais para a região íntima, são os mais recomendados.

O mais importante é que a mulher entenda que a região íntima precisa, sim, de cuidados especiais, assim como outras partes do corpo que recebe atenção especial, como rosto e cabelo. A prevenção é o melhor caminho para manter o corpo equilibrado e livre de problemas, a escolha do sabonete correto é o primeiro passo nesse sentido.

Fonte: Yahoo