Desculpas das mulheres não colam mais

Dor de cabeça, celular na bolsa, trabalho de faculdade e outras bobagens que falamos para fugir deles

Inventar uma desculpa pode ser a saída mais fácil para diversas situações: fugir daquele cara chato, enrolar o namorado ou deixar o sexo para amanhã. Depois de listar as mentirinhas dos homens, Delas aponta as explicações mais usadas pelas mulheres. Para isso contamos com a ajuda do ator Marcos Wainberg, em cartaz na capital paulista com a peça “Diálogos do Pênis”, e Marcelo Vitorino, autor do blog “Pergunte ao Urso”, conhecido por sempre ter respostas divertidas até para as questões mais sérias. A vida dos casais ficou bem mais complicada depois da descoberta do celular Ai não. Estou com dor de cabeça É um clássico. Trata-se da mentira número 1 do vasto repertório feminino. Os homens odeiam justamente por ser usada bem na hora do sexo. Pura sacanagem! “Fora que sexo é bom para dor de cabeça”, brinca Marcos. Não escutei o celular, estava na bolsa! Essa é uma desculpa perfeitamente aceitável e, muitas vezes, verdadeira. Isso porque a maioria das mulheres realmente perde o celular na bolsa. “Algumas [bolsas] lembram aquelas casinhas de desenho infantil, uma porta minúscula que te leva para um palácio”, diz Marcelo. Mas atenção rapazes: se ela não retornar a ligação em até três horas é lorota das boas. Fica a dica! Tenho que cuidar do meu irmãozinho A explicação até seria fofa, se não fosse tão manjada. Da próxima vez que pensar nessa saída, incremente e diga pelo menos que vai levar o pequeno ao parque de diversões. Dignidade é bom e todo mundo gosta - até na hora do fora! Não se preocupe, esse meu amigo é gay E só por isso ele pode apalpar os seus seios vigorosamente? Situação complicada. Os caras até engolem essa história de amigo gay, mas ficam com as antenas ligadas: você dança no primeiro sinal de virilidade do best friend. Não vai dar, estou trabalhando muito A desculpinha de estar sem tempo só convence em casos extremos. “Ela é jurada do julgamento do O.J. Simpson? É astronauta e está se preparando para a primeira missão tripulada à Marte? É plantonista em hospital público?”, questiona Marcelo. Não posso sair, tenho que lavar o cabelo ainda Essa é bem sem-vergonha e usada para recusar programinhas de última hora. Não costuma funcionar porque os homens não conseguem relacionar “cuidados” com “cabelos”. Para eles, basta lavar e pronto. Tenho trabalho da faculdade (ou do escritório) para fazer Essa só cola com quem nunca frequentou uma sala de aula. “Todo mundo sabe que trabalho vem - hierarquicamente - atrás de levar sopão para os desabrigados, tentar convencer o Irã a não ter armas nucleares ou assistir aquele documentário sobre a vida sexual das mariposas do hemisfério norte”, detona o Urso. Você é o segundo cara da minha vida Perceba como eles ficam nervosos com essa máxima: “Ah, claro. Só se for contando os dessa semana”, ironiza Marcelo. Quer um conselho? Na dúvida, não diga nada.

Fonte: IG